Vitrais contam a história da Igreja e das Escrituras

Alan Caldas 03/06/2019
Esses que publico aqui são de igrejas francesas construídas quinhentos anos ou mais atrás

Esses que publico aqui são de igrejas francesas construídas quinhentos anos ou mais atrás

As fotos mostram alguns vitrais que fotografei em diversas igrejas francesas. Mas, afinal, o que são os vitrais e para que servem?


A história dos vitrais nos faz pensar no período medieval. A pensar na Europa do século 10, em especial nas igrejas francesas e alemãs. Porque França e Alemanha? Porque é nessa época e nesses países que os vitrais passaram a integrar a arquitetura gótica, que hoje nos encanta.


Os vitrais tinham por objetivo informar aos fiéis as cenas da Bíblia. Eles deveriam contar as histórias bíblicas por meio de figuras. E porque contar a história em figuras? Simples. A razão é que naquele tempo só uma pequena parcela da população sabia ler. 
Os vitrais eram, então, essenciais para guiar os fiéis nos ensinamentos religiosos, através das figuras ilustrativas. Assim, o vitralismo tornou-se uma das primeiras artes góticas registradas na História.


A cor era essencial para os vitrais. Através da luz que entrava no templo, vinda de fora da igreja, os vitrais despertavam imensa curiosidade em relação às histórias então contadas em livros e que, ali, apareciam pela primeira vez em forma de ilustração.


Os vitrais atraiam fiéis para a igreja. Eram adornos coloridos e com formas até então jamais vistas naquelas paredes sempre cinzas das catedrais. 
Através dos vitrais, a história da fé era mostrada nas janelas, e não nas paredes. Graças ao vidro, se poderia usar a janela e valer-se da luminosidade. 
Com o advento dos vidros, a luz entrando pelos vitrais levaria os fiéis a pensar na ideia do Espírito da luz, a luz que ilumina os lugares santos. 
Cor e luz criam, ainda hoje, uma espécie de metáfora, e no caso da Igreja a ideia era que, através do vitral, a igreja fosse compreendida como o Portal que liga um mundo ao outro, o objetivo ao subjetivo, a Terra ao Céu. Era o “religare”, palavra latina que define religião como o “religamento” dos valores da Terra com os do Céu.


Os vitrais deveriam também permitir aos fiéis compreender a promessa bíblica da salvação. Fazê-los perceber o Paraíso. Levá-los a compreender a vida após a morte terrena. Essas são as três esperanças que levam a humanidade à frequentar a igreja, e os vitrais auxiliaram a aprofundar essa compreensão.


De fato, os vitrais, segundo os medievalistas, eram uma arte que tinha como fundo intelectual uma forma de pregação que a Igreja encontrou para convidar seus fiéis a levar uma vida dentro dos mandamentos das escrituras.
Mas, para quem não gosta da intelectualização de como as coisas são, resta a fruição, a admiração do belo.


› Compartilhe

COLUNAS

  • Anúncio Jornal

COLUNAS

Longa vida ao menino

Longa vida ao menino

Pitter Ellwanger   14/06/2019

Playlist #5

Playlist #5

Pitter Ellwanger   14/06/2019

Alguém já viu o bicho da chuva?

Alguém já viu o bicho da chuva?

Alan Caldas   03/06/2019

Rótulos simpáticos

Rótulos simpáticos

Pitter Ellwanger   01/06/2019

Playlist #4

Playlist #4

Pitter Ellwanger   01/06/2019

A culpa é do celular

A culpa é do celular

Pitter Ellwanger   29/05/2019

Playlist #3

Playlist #3

Pitter Ellwanger   29/05/2019

Playlist #2

Playlist #2

Pitter Ellwanger   21/05/2019

Querer é poder?

Querer é poder?

Pitter Ellwanger   21/05/2019

Muito a evoluir

Muito a evoluir

Pitter Ellwanger   18/04/2019

Playlist #1

Playlist #1

Pitter Ellwanger   18/04/2019

FOTOS DO DIA

Vista de Morro Reuter para Dois Irmãos, por volta das 7h desta segunda-feira, dia 17 (J.Tadeu)

  • JDI classificados
  • JDI assinatura

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS