Criança NÃO É um adulto em miniatura

Alan Caldas 10/04/2019
Para falar com criança, tem de falar “com criança”.

Para falar com criança, tem de falar “com criança”.

Homens e mulheres não fazem “curso” para casar e ter filhos. E quando os filhos chegam, a maioria dos adultos pensa que criança é um adulto em miniatura. Desconsideram que existe um “universo infantil”, onde o mundo é mágico. Não levam em conta que tudo que uma criança “pensa”, ela pensa a partir do (pequeno) mundo que conhece na sua tenra idade.

Uma criança não tem vocabulário para entender um adulto. A criança sabe pouquíssimas palavras. E a criança pode até conhecer uma ou outra palavra complexa, mas conhecer a palavra não significa saber o que a palavra significa. Papagaio também fala e não sabe o que está falando.

Para falar com crianças, temos de achar o vocabulário que ela conhece. Temos de falar para ela palavras que ela domine o nome e o “conteúdo”, palavras que ela conheça o significado da palavra. Adultos normalmente se dirigem a crianças como se dirigem a adultos. E adultos esperam que a criança tenha reações que adultos têm.

É fato que muitos adultos têm um vocabulário paupérrimo, e se comunicam com pouquíssimas palavras. Mas, ainda assim é preciso considerar que a criança desconhece a esmagadora maioria dessas poucas palavras.

Se vai falar com criança, fale dentro do “mundo dela”. O mundo mágico, dela. O mundo onde ela pensa que tudo que ela pensar, acontecerá de fato.

Ser pai e ser mãe requer talento de comunicação. Ser pai e ser mãe requer “ver” a criança como criança como um todo, física, psíquica e verbalmente, e ir encaminhando ela com palavras e (principalmente) atos para um crescimento.

O recomendável (e quem tem filho sabe disso) é quando for falar algo sério com a criança, algo que queira que ela realmente entenda, o recomendável é abaixar-se até a altura dela. É ficar de joelhos, se preciso, em frente a ela, e olhá-la na altura dos olhos, como se ela tivesse a mesma altura que você.

Após fazer isso, falar, então, pausadamente, como se fala com alguém que você deseja que entenda o que você está dizendo. E falar não uma, mas 4 vezes. Falar de forma diferente, para que a criança possa “conhecer” o que você está dizendo.

Todas as pesquisas de teorias da comunicação mostram que uma pessoa adulta raramente entende “na primeira explicação” o que está se tentando lhe dizer. Imagine, então, uma criança.

Por isso é preciso dizer o que se quer que ela entenda. Logo a seguir dizer novamente, dando um exemplo bem simples. Falar, depois, uma terceira vez falar com mais um exemplo. E então, na quarta vez ela compreenderá “razoavelmente” o que você está tentando lhe dizer.

A partir da quarta vez, “talvez” ela elabore um conceito sobre o que você lhe disse. Talvez. E se os exemplos que você lhe deu na tentativa de fazer ela compreender foram de fácil acesso ao “pequeno mundo dela”, provavelmente ela compreenderá a conversa. Caso contrário, entrará num ouvido e sairá no outro.

O exemplo de como se comunicar serve para crianças, mas não só para “crianças’. Adolescentes têm pouco vocabulário, também, e os jovens igualmente possuem um arsenal de poucas palavras em seus cérebros. Portanto, se os pais querem se comunicar com os filhos, têm de olhá-los e vê-los como criança ou adolescente, e falar assim com eles, não falar como falam com seus amigos adultos.

 

(*) Das Memórias do Conselheiro


› Compartilhe

COLUNAS

  • Anúncio Jornal

COLUNAS

Inveja merecida

Inveja merecida

Pitter Ellwanger   11/10/2019

Playlist 14

Playlist 14

Pitter Ellwanger   11/10/2019

Sínodo da Amazônia

Sínodo da Amazônia

Coluna da Fé   09/10/2019

Muralhas

Muralhas

Coluna da Fé   04/10/2019

“NÃO DÁ NADA”

“NÃO DÁ NADA”

Opinião   01/10/2019

E que a terra te seja leve!

E que a terra te seja leve!

Alan Caldas   30/08/2019

Tolerância intolerável

Tolerância intolerável

Pitter Ellwanger   30/08/2019

Playlist #13

Playlist #13

Pitter Ellwanger   30/08/2019

Isso era no tempo da tua avó!

Isso era no tempo da tua avó!

Alan Caldas   23/08/2019

Sobre desperdício

Sobre desperdício

Pitter Ellwanger   23/08/2019

Playlist #12

Playlist #12

Pitter Ellwanger   23/08/2019

E a dor de barriga?

E a dor de barriga?

Pitter Ellwanger   17/08/2019

Playlist #11

Playlist #11

Pitter Ellwanger   17/08/2019

Você tem saudade de quê?

Você tem saudade de quê?

Alan Caldas   09/08/2019

Iguais e diferentes

Iguais e diferentes

Pitter Ellwanger   27/07/2019

Playlist #10

Playlist #10

Pitter Ellwanger   27/07/2019

Meio século de esperança

Meio século de esperança

Alan Caldas   19/07/2019

Com o tempo você . . .

Com o tempo você . . .

Alan Caldas   12/07/2019

Na certeza, duvide

Na certeza, duvide

Pitter Ellwanger   12/07/2019

Playlist #9

Playlist #9

Pitter Ellwanger   12/07/2019

Elas sempre sabem

Elas sempre sabem

Pitter Ellwanger   09/07/2019

Playlist #8

Playlist #8

Pitter Ellwanger   09/07/2019

Nunca é demais

Nunca é demais

Pitter Ellwanger   01/07/2019

Playlist #7

Playlist #7

Pitter Ellwanger   01/07/2019

Retalhos

Retalhos

Pitter Ellwanger   21/06/2019

Playlist #6

Playlist #6

Pitter Ellwanger   21/06/2019

Longa vida ao menino

Longa vida ao menino

Pitter Ellwanger   14/06/2019

Playlist #5

Playlist #5

Pitter Ellwanger   14/06/2019

Alguém já viu o bicho da chuva?

Alguém já viu o bicho da chuva?

Alan Caldas   03/06/2019

Rótulos simpáticos

Rótulos simpáticos

Pitter Ellwanger   01/06/2019

Playlist #4

Playlist #4

Pitter Ellwanger   01/06/2019

A culpa é do celular

A culpa é do celular

Pitter Ellwanger   29/05/2019

Playlist #3

Playlist #3

Pitter Ellwanger   29/05/2019

Playlist #2

Playlist #2

Pitter Ellwanger   21/05/2019

Querer é poder?

Querer é poder?

Pitter Ellwanger   21/05/2019

Muito a evoluir

Muito a evoluir

Pitter Ellwanger   18/04/2019

Playlist #1

Playlist #1

Pitter Ellwanger   18/04/2019

FOTOS DO DIA

Para azar da garotada, havia um telhado no meio do caminho (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • JDI assinatura
  • JDI classificados

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS