Demora na ampliação do distrito industrial de Dois Irmãos gera cobranças

06/08/2020
Projeto para venda de novos lotes foi aprovado na segunda-feira

Projeto para venda de novos lotes foi aprovado na segunda-feira

Conforme havia prometido, o vereador Sérgio Fink (PDT) apresentou na sessão desta semana fotos da situação no distrito industrial de Dois Irmãos. “Fiz um levantamento fotográfico para o pessoal ver em que estado se encontra a segunda parte. Está virado em mato, não tem estrutura, virou depósito de lixo. Seria uma forma de movimentar a economia e instalar novas empresas, mas houve desleixo”, declarou. “Agora, casualmente, temos de novo um projeto que pede autorização para leiloar esses lotes. Nós aprovamos no ano passado, no dia 4 de fevereiro, um projeto que autorizava a venda de quatro lotes para fazer infraestrutura. Quer dizer, se passou um ano e cinco meses e nada foi feito”, completou o vereador.
Eliane Becker (PP) lembrou que as matrículas foram liberadas há pouco tempo e que já existem interessados. “O problema é que já havia dificuldade de comprar à vista antes, e agora na pandemia não tem como. O projeto é justamente para facilitar a compra financiada. Já foram investidos R$ 1 milhão, e as próximas atividades são de infraestrutura. O primeiro passo está em nossas mãos”, justificou a vereadora. Joracir Filipin (PT) lamentou a demora. “O município não teve um olhar atento para buscar empresas e trazer empregos. Demorou oito anos e não conseguiram colocar uma empresa para funcionar no parque industrial. É a mesma coisa com as casas populares. Sempre nas vésperas da eleição aparecem essas questões para a população ficar imaginando ‘agora vai sair’, mas depois passa a eleição e não sai”, declarou o presidente.
Elony Nyland (MDB) reforçou a manifestação da colega Eliane. “Há 30 dias apenas foram conseguidas as matrículas. Já foram adquiridos em torno de R$ 1 milhão em canos e bloquetos para investir no distrito. Acredito que daqui um mês ou um pouco mais, as obras também andarão a milhão nesta segunda parte”, afirmou o líder de governo. Sérgio voltou à tribuna e cobrou: “Eu não vi nenhum bloqueto ou cano lá. Para pagar a mão de obra, quanto seria necessário? R$ 300 mil, talvez. Mas aí se gasta R$ 197 mil em banheiro e R$ 157 mil em aditivo na ponte. Cadê as prioridades? É nessa hora que se distingue a gestão”.


Projeto aprovado
Os vereadores aprovaram por unanimidade, na segunda-feira, o projeto de Lei 047/2020, que autoriza a prefeitura a vender oito lotes do Distrito Industrial. “A presente proposição, que foi apresentada pela Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo, passa a se justificar na medida em que há, neste momento, interessados na aquisição dos lotes do Distrito Industrial, Fase II, mas que não dispõem de recursos para uma compra à vista, sendo um momento de muitas incertezas devido à pandemia da Covid-19, que afeta toda a economia mundial”, diz a prefeita Tânia da Silva na justificativa do documento.


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

Para que haja um coração...

Para que haja um coração...

Coluna da Fé   24/09/2020

Memórias de um suicida

Memórias de um suicida

Coluna da Fé   24/09/2020

FOTOS DO DIA

Nas asas da borboleta, a primavera se aproxima (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
24/09/2020SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela