Após 16 dias no hospital, vítima de acidente se recupera em casa

08/01/2021
Itacir voltou para casa no dia 29 de dezembro; acidente ocorreu no dia 13

Itacir voltou para casa no dia 29 de dezembro; acidente ocorreu no dia 13

Vítima de acidente de trânsito no último dia 13 de dezembro, Itacir Jacoby, de 39 anos, ficou internado durante 16 dias no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas – nove deles em coma induzido, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ganhou alta no dia 29 de dezembro, a tempo de comemorar o Ano Novo ao lado da família, e desde lá segue se recuperando em casa. “Depois que entendi tudo o que aconteceu comigo, estou surpreso com a minha recuperação. Sei que é um processo lento, mas me sinto cada dia melhor”, diz ele, que é morador do bairro Primavera.

No dia da colisão, Itacir estava trabalhando como motorista de aplicativo. Vinha de Novo Hamburgo para Dois Irmãos, com dois passageiros, quando foi atingido por um Volkswagem Parati, com placas de Ivoti, que seguia no sentido contrário e acabou invadindo a outra pista. O fato ocorreu por volta das 19h15, na BR-116, em frente à Malharia Daiane. Itacir relata não se lembrar do acidente. “Quando acordei, achava que tinha sofrido um assalto”, diz ele, contando que só ficou sabendo da colisão após receber fotos em grupos de WhatsApp e questionar a esposa, Claudete Lottermann.

Socorrido inicialmente ao Pronto Atendimento 24h, na mesma noite Itacir foi transferido ao HPS. De acordo com a esposa, ele sofreu traumatismo cranioencefálico, edema pulmonar e fraturou cinco costelas. “Ele perdeu muito sangue”, comenta Claudete, contando que Itacir passou por cirurgia já na madrugada do dia 14.

 

Agradecimentos

Sem complicações, ele recebeu alta depois de duas semanas. “Após tantos dias no hospital, chegar em casa e rever a família foi uma alegria sem tamanho”, conta Itacir, emocionado. Durante a internação, não pôde receber visitas. “Eu ia até lá todos os dias para saber como estava o quadro dele e dar notícias para as nossas famílias e amigos. Foi um período muito difícil, de muita preocupação, correria e de muitas correntes de oração, pedindo para que ele saísse dessa”, relembra Claudete, agradecendo a todos que ajudaram a família.

Sob os cuidados especialmente da esposa, da filha Stefani Jacoby e da enteada Laura Piovesan, Itacir vem se recuperando bem. “Sempre tive muita fé em Deus e, desde o hospital, acreditei que iria ficar bom. Hoje só posso agradecer por estar vivo e sem nenhuma sequela”, afirma ele, relatando, porém, dificuldades de movimento no braço direito.

 

Dificuldades financeiras

Na próxima semana, Itacir deve iniciar as sessões de fisioterapia. Além disso, aguarda agendamento de consulta com neurologista e traumatologista. Segundo a família, estes atendimentos serão pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, as dificuldades financeiras já preocupam. “Não tivemos praticamente nenhuma renda depois do acidente”, relata Claudete, que foi demitida durante a pandemia e esta semana começou a trabalhar como doméstica em três lugares.

Itacir completaria dois anos como motorista de aplicativo em janeiro e também estava sem carteira assinada. “Tínhamos alguma reserva, mas já terminou”, conta o casal, que também tem a pequena Thalia, de 1 ano e 8 meses. “Ele se recuperando, nossa família estando com saúde, é o mais importante. Sobre os desafios, vamos continuar trabalhando, batalhando para superar isso juntos”, destaca Claudete. 

 

Vaquinha Online

Para ajudar a família nos próximos meses, uma amiga criou uma Vaquinha Online (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/vamos-ajudar-o-itacir-jacoby), onde pode ser doada qualquer quantia em dinheiro. Quem quiser ajudar de outra maneira, pode entrar em contato com a família através dos telefones (51) 9 9990-7095 e 9 9737-2664.


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

 “No Humano um brilho sem igual”

“No Humano um brilho sem igual”

Coluna da Fé   07/01/2021

Qual número você calça?

Qual número você calça?

Opinião   22/12/2020

Como vencer a fadiga da pandemia

Como vencer a fadiga da pandemia

Coluna da Fé   22/12/2020

FOTOS DO DIA

Esperando o dono na porta do mercado, até porque sem máscara não pode entrar (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
20/01/2021SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela