Três fotos e o mesmo sorriso

11/12/2019
2019: Paulinho, Eliane, Filipin e Léo

2019: Paulinho, Eliane, Filipin e Léo

Não dá para dizer que a eleição da Câmara de Vereadores de Dois Irmãos surpreendeu, na última segunda-feira (9). Léo Büttenbender (PSB) foi eleito em chapa única, com oito votos favoráveis e uma abstenção, de Paulo Fritzen (PT). Elony Nyland (MDB) e Sérgio Fink (MDB) também desejavam o cargo – no caso de Sérgio, a reeleição –, mas não houve acordo. Assim, Léo, que poderia ter sido presidente em 2019, venceu agora.
As últimas eleições para a presidência do Poder Legislativo têm sinalizado certa oscilação interna na base governista. Em tese, no início do atual mandato, havia um acordo entre os partidos da situação para dividir a presidência entre Eliane Becker (PP), Paulinho Quadri (MDB), Léo Büttenbender (PSB) e Sérgio Fink (MDB), mas apenas no primeiro ano não houve surpresa. Paulinho Gehrke (PP) foi eleito em 2017 com a ajuda da oposição – PT e PDT –, numa chapa articulada pelo então descontente Elony Nyland (MDB) e por Joracir Filipin (PT). Ele recebeu cinco votos contra quatro de Paulinho Quadri. Na época, assim como Elony, o próprio Paulinho Gehrke disse que também não havia sido procurado para acordo com a situação.
No final de 2018, a história se repetiu. O descontente da vez era Sérgio Fink, que também contou com os votos de PT e PDT, em chapa apresentada por Elony. Na oportunidade, o agora presidente para 2020 Léo foi derrotado por cinco a quatro. Em 2019, com o acordo esfacelado desde o segundo ano, Léo venceu a eleição com uma surpreendente chapa única – o que só aconteceu na posse, no início de 2017, com a escolha de Eliane. 


*
O detalhe curioso, nos últimos três anos, é que a foto da mesa diretora traz sempre um sorridente Filipin, que vislumbra uma candidatura a prefeito ou a vice na próxima eleição. Mesmo sendo da oposição e crítico ferrenho da atual administração, o vereador petista tem se aproveitado das instabilidades na base governista para, pelo menos, aparecer na foto.


*
A propósito, o acordo inicial da situação previa duas presidências do MDB, uma do PP e uma do PSB. Agora, o mandato vai terminar com duas do PP, uma do MDB e uma do PSB. Também chama atenção que a mesa diretora do último ano não terá representante do MDB, partido da prefeita Tânia da Silva. Se isso significa alguma coisa, o tempo dirá.


AS MESAS DIRETORAS

2017
Presidente: Eliane Becker (PP)
Vice-presidente: Paulinho Gehrke (PP)
1º Secretário: Léo Büttenbender (PSB)
2º Secretário: Elony Nyland (MDB)

2018
Presidente: Paulinho Gehrke (PP)
Vice-presidente: Joracir Filipin (PT)
1º Secretário: Elony Nyland (MDB)
2º Secretário: Paulo Fritzen (PT)

2019
Presidente: Sérgio Fink (MDB)
Vice-presidente: Elony Nyland (MDB)
1º Secretário: Joracir Filipin (PT)
2º Secretário: Paulino Renz (PDT)

2020
Presidente: Léo Büttenbender (PSB)
Vice-presidente: Joracir Filipin (PT)
1ª Secretária: Eliane Becker (PP)
2º Secretário: Paulinho Gehrke (PP)


2018: Filipin e Sérgio, com Paulino, Fritzen e Elony ao fundo


2017: Fritzen, Elony, Filipin, Paulinho e Paulino​

 


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

A educação e o espírito

A educação e o espírito

Coluna da Fé   16/10/2020

Como podemos agir neste mundo?

Como podemos agir neste mundo?

Coluna da Fé   15/10/2020

Acorde! O Reino ainda pode ser seu...

Acorde! O Reino ainda pode ser seu...

Coluna da Fé   08/10/2020

FOTOS DO DIA

A beleza do beija-flor captado em pleno voo pelo fotojornalista Octacílio Freitas Dias

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela