Agentes orientam moradores para eliminar criadouros do Aedes aegypti

14/01/2020
(Foto: Divulgação / PMDI)

(Foto: Divulgação / PMDI)

O Departamento de Vigilância em Saúde de Dois Irmãos está intensificando o trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti, com o objetivo de evitar a proliferação de criadouros em locais que possam acumular água. Na manhã de segunda-feira (13), por exemplo, agentes visitaram uma residência no Vale Verde para vistoriar a caixa d’água, pátio e entulhos, a fim de eliminar possíveis criadouros. A iniciativa tem como objetivo prevenir e conscientizar a comunidade.
A agente de endemias Márcia Skonetzky destacou que essa foi a primeira ação do ano e que todos os bairros são visitados conforme a demanda. “Não é só o poder público que precisa fazer seu papel; todo mundo é responsável. Os agentes estão visitando as residências, pois nosso maior problema são as caixas d’água, e todo cuidado é pouco”, disse ela, ressaltando que na ação de segunda foram encontradas irregularidades e que, a partir disso, o proprietário foi notificado pelas fiscais e tem 24h para se adequar aos pedidos solicitados. Os agentes também vão entregar materiais educativos nas casas. Mais informações podem ser obtidas no Departamento de Vigilância em Saúde (Travessa 25 de Setembro, 74, Centro) ou pelo telefone (51) 3564-8871.


RS tem 99 municípios em alerta ou alto risco de transmissão da dengue
O Rio Grande do Sul tem 99 cidades em situação de alerta ou de alto risco de transmissão da dengue, chikungunya e zika. O número representa os municípios onde mais de 1% dos imóveis vistoriados por agentes de endemias apresentaram larvas do mosquito Aedes aegypti. No ano passado, mais de 1,3 mil casos dessas três doenças transmitidas pelo inseto foram confirmados no Estado. O fato reforça as ações preconizadas pela Secretaria da Saúde (SES), principalmente no verão, quando a proliferação do mosquito aumenta em função das altas temperaturas. O principal cuidado deve ser em relação a locais com água parada, onde o Aedes deposita seus ovos.
Entre essas 99 cidades, a situação é de maior atenção em 10 delas. Nesses locais, o último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre outubro e dezembro de 2019, o Índice de Infestação Predial (IIP) foi superior a 4%. Esses municípios estão localizados majoritariamente nas regiões norte e missões do Estado.


Confira a lista das localidades com maiores indicadores:
Posição – Cidade (região) / índice

1 – Bom Progresso (Norte) / 8,2
2 – Jaboticaba (Norte) / 7,4
3 – São José das Missões (Norte) / 5,5
4 – Quinze de Novembro (Missões) / 4,8
5 – Alecrim (Missões) / 4,7
6 – Alegria (Missões) / 4,7
7 – Salto do Jacuí (Missões) / 4,5
8 – São Leopoldo (Metropolitana) / 4,5
9 – São Nicolau (Missões) / 4,2
10 – Tuparendi (Missões) / 4,1


› Compartilhe

COLUNAS

Homem na medida certa

Homem na medida certa

Opinião   22/07/2021

De Speckhof até Blauer Himmel

De Speckhof até Blauer Himmel

Coluna da Fé   25/06/2021

FOTOS DO DIA

Um pedaço do campo na zona urbana de Dois Irmãos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
24/07/2021SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela