Maioria é contra leis menos rígidas de trânsito, diz Datafolha

16/07/2019
Fonte: GaúchaZH

Fonte: GaúchaZH

Os projetos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que afrouxam a fiscalização de trânsito são reprovados pela maioria da população, segundo pesquisa Datafolha. Conforme reportagem publicada na Folha de S. Paulo, a proposta de acabar com a multa para quem transporta crianças de até sete anos sem cadeirinhas nos veículos é a que tem maior oposição, de 68% dos entrevistados. Pelo projeto de lei do presidente, a penalidade pecuniária seria substituída por uma advertência por escrito. 
Bolsonaro ainda prometeu acabar com radares de velocidade nas rodovias, o que é reprovado por 67% dos que responderam a pesquisa. Uma parcela também majoritária, embora menor, é contrária ao plano de aumentar de 20 para 40 o limite de pontos da carteira de habilitação: 56%. A pesquisa foi realizada nos dias 4 e 5 de julho, com 2.006 pessoas acima de 18 anos, em 130 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.


Propostas entregues no Congresso
Em junho, Bolsonaro entregou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), projeto de lei com uma série de modificações do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) que diminuem a chance de condutores serem multados. A medida foi um aceno de Bolsonaro a parte de seu eleitorado, principalmente os caminhoneiros. Na época, ele afirmou que quem reclama das propostas “que procure um taxista, motorista de caminhão, quem vive no trânsito, (que) às vezes com um pequeno descuido perde a carteira de trabalho”. 
Os itens citados, contudo, não são apoiados pela maioria das pessoas com carteira de motorista —no país, são 72,4 milhões. Entre os entrevistados que possuem habilitação, 70% são contrários ao fim da multa pela falta de cadeirinha e 58% desaprovam ao plano de retirar radares das estradas. Quanto ao aumento do limite de pontuação, os habilitados se dividem e ficam tecnicamente empatados —50% têm opinião contrária e 48% são favoráveis. Entre os que declararam voto em Bolsonaro, 52% são a favor da duplicação do limite de pontos antes da suspensão da carteira, e 45% não apoiam a mudança. No entanto, mesmo os eleitores bolsonaristas são contra a retirada dos radares (58%) e não apoiam o fim da multa para as cadeirinhas (63%).
De forma esperada, os eleitores do rival de Bolsonaro no segundo turno das eleições, Fernando Haddad (PT), são majoritariamente contra todas as medidas, chegando a 79% de oposição na questão dos radares nas rodovias.


› Compartilhe

  • Anúncio Jornal

COLUNAS

E a dor de barriga?

E a dor de barriga?

Pitter Ellwanger   17/08/2019

Playlist #11

Playlist #11

Pitter Ellwanger   17/08/2019

FOTOS DO DIA

Balões coloridos para brincar com a imaginação (Octacílio Freitas Dias)

  • JDI classificados
  • JDI assinatura

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela