Projeto habitacional recebe nova enxurrada de críticas na Câmara

16/07/2020
Projeto prevê 84 sobrados e 16 casas

Projeto prevê 84 sobrados e 16 casas

O projeto habitacional ‘Um Lar Para Chamar de Meu’ voltou a ser bastante criticado na sessão de segunda-feira (13). A construção do Residencial dos Imigrantes I e II, localizado no bairro Bela Vista, contará com 84 sobrados e 16 casas para pessoas portadoras de necessidade especial (PNE) e idosos, totalizando 100 unidades. Os selecionados começaram a ser chamados no final de junho.
As maiores críticas são em relação aos valores de entrada e das prestações. “Olha o absurdo que se tornou este projeto: R$ 155 mil para uma casa de 57m² num terreno de aproximadamente 180m². Alguém se deu ao trabalho de olhar os anúncios que aparecem nos classificados e nas imobiliárias? Só vou dar um exemplo, e casualmente é uma casa no Bela Vista: 230m², terreno de 720m², custo da casa R$ 450 mil. Dividindo pelos 230m² e multiplicando pelos 57m² do projeto, dá R$ 111,5 mil. Isso está fora da realidade. Isso aqui não tem nada de popular”, apontou Sérgio Fink (PDT). 
O colega Paulino Renz (PDT) também foi duro na sua manifestação. “É vergonhoso o que fizeram; é um projeto muito mal feito. Qual é o trabalhador que vai ter R$ 30 mil para dar de entrada?”, questionou.


“O município tem que dar condições para o pobre”
Joracir Filipin (PT) citou uma declaração feita pela prefeita Tânia da Silva na imprensa, dizendo que o projeto não era para pobre nem para rico. “Uma pessoa na faixa intermediária, que ganha R$ 5 mil, R$ 6 mil, não vai optar por um projeto habitacional proposto pela prefeitura. O município tem que dar condições para o pobre; não é dar de graça, mas com capacidade para que ele possa pagar uma prestação justa, que cabe no seu bolso”, destacou. “Nas audiências que foram feitas, a gente dizia que esse projeto não ia sair do papel. Ainda não saiu, e da maneira que está saindo não vai contemplar o nosso povo trabalhador”, acrescentou.
Por fim, o presidente do Poder Legislativo cutucou a administração, citando o vice-prefeito Jerri Meneghetti, que é pré-candidato a prefeito. “Quero deixar uma proposta para a prefeita e para o vice-prefeito, que parece que está meio escondido, pois não aparece – talvez daqui a alguns dias, quando houver eleição, ele vai começar a sair na rua para aparecer... A sugestão é: peguem esses loteamentos, façam um modelo de casa e a infraestrutura, e depois entreguem para a população construir. Aí vamos ter pessoas trabalhadoras com condições de ter sua casa”, concluiu Filipin.


Nova lista de suplentes foi divulgada na terça
A dificuldade que os selecionados estão tendo fica evidente no número de pessoas chamadas até o momento. Primeiro, foi divulgada uma lista com 100 titulares e 100 suplentes. Em seguida, houve novos chamamentos e o número total chegou a 500. Agora, na última terça-feira (14), a Secretaria de Planejamento e Habitação divulgou mais 280 nomes para fazerem parte da relação de suplentes (disponível no site da prefeitura). Os selecionados têm até sexta-feira (17) para comparecerem ao Complexo Esportivo Municipal, das 8h às 13h30, munidos de um documento de identificação.


› Compartilhe

COLUNAS

Lições de vida

Lições de vida

Coluna da Fé   13/08/2020

Fé e Descrença

Fé e Descrença

Coluna da Fé   13/08/2020

Assumir a responsabilidade que compete

Assumir a responsabilidade que compete

Coluna da Fé   06/08/2020

FOTOS DO DIA

Lua cheia de graça (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
14/08/2020SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela