RGE investiu R$ 35,3 milhões no Vale dos Sinos em 2019

17/01/2020
(Foto: Octacílio Freitas Dias)

(Foto: Octacílio Freitas Dias)

A rede elétrica que leva energia a clientes de 13 municípios do Vale dos Sinos recebeu centenas de obras executadas pela RGE nos primeiros nove meses de 2019. O último balanço trimestral da empresa mostrou que R$ 35,3 milhões foram aplicados em ações de modernização, melhoria e expansão da rede da região. Entre as obras executadas estão a substituição de 3.973 postes, a construção ou melhoria de 54,5 km de rede de média tensão e a instalação de três novos religadores automáticos.
Em Novo Hamburgo, o investimento foi de R$ 7,9 milhões, sendo que R$ 3,4 milhões se destinaram exclusivamente às ações de manutenção da rede – como a substituição de 1.206 postes, por exemplo –, R$ 1,1 milhão no melhoramento do sistema elétrico, com a adição de novos componentes tecnológicos, e R$ 1,9 milhão em obras de atendimento direto aos clientes, como novas ligações coletivas ou individuais nas áreas urbana e rural. Em Dois Irmãos e Ivoti, os aportes foram de R$ 1,8 milhão e R$ 2 milhões respectivamente. Somados, os dois municípios tiveram 362 postes trocados nos primeiros três trimestres do ano. “São obras de modernização que a RGE executa de maneira contínua. Neste último semestre, as ações estão tendo seguimento e para 2020 a região terá um grande reforço na capacidade de fornecimento de energia: uma nova subestação será construída no Distrito Industrial de Ivoti”, comenta a Consultora de Negócios da RGE, Elisandra Castro.
A consultora ainda destaca o investimento em equipamentos telecomandados, que levam maior tecnologia às redes. “Os três religadores que instalamos na região entre janeiro e setembro se somam aos outros 309 que já estavam em operação até o ano passado. Temos, portanto, uma presença robusta desses equipamentos no Vale dos Sinos”, comenta Elisandra. Os religadores automáticos são operados pelo Centro de Operações da RGE, à distância, e permitem que a energia seja restabelecida num curto espaço de tempo se a interrupção ocorrer sem danos físicos na rede. Além disso, em caso de qualquer interrupção emergencial ou programada, o religador auxilia nas manobras de carga para deixar o menor número de clientes sem energia e por menos tempo.


PRINCIPAIS INVESTIMENTOS / Janeiro a setembro
Campo Bom

R$ 1,7 milhão / 419 postes trocados
Dois Irmãos
R$ 1,8 milhão / 229 postes trocados
Ivoti
R$ 2 milhões / 133 postes trocados
Parobé
R$ 1,1 milhão / 175 postes trocados
Sapiranga
R$ 2,8 milhões / 530 postes trocados
São Leopoldo
R$ 14,9 milhões / 874 postes trocados


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

O tempo: O consolo da vida

O tempo: O consolo da vida

Alan Caldas   03/07/2020

Revisão de valores

Revisão de valores

Coluna da Fé   03/07/2020

Costela na pressão

Costela na pressão

Gastronomia   01/07/2020

FOTOS DO DIA

Acho que eu vi um passarinho... (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela