Vaso chinês que já custou R$ 300 é vendido por R$ 48 milhões em leilão

17/07/2020
Fonte: GQ Brasil

Fonte: GQ Brasil

Sabe aquela relíquia que vale à pena ser guardada durante anos? Esse é o caso do vaso chinês. Descrito pela Sotheby’s como uma “obra-prima perdida”, o artefato do século XVIII, feito especialmente para o imperador Qianlong, que governou a China por mais de 60 anos (1735 a 1796), foi vendido por R$ 300 (US$ 56) em 1954, e arrematado por R$ 48 milhões em leilão, em Hong Kong, depois de ser descoberto na companhia de cães e gatos em uma casa de campo na Europa Central.
Os registros da Sotheby’s mostraram que o vaso chinês já tinha passado pela casa de leilões de Londres em 1954 e foi arrematado por R$ 300 (US$ 56). Ele também foi vendido novamente no fim daquele mesmo ano por R$ 545 (US$ 101). O objeto é conhecido como Vaso Reticulado Harry Garner, em nome do colecionador que o possuía antes do leilão de 1954. O objeto em formato de pera tem um design especial: um desenho floral azul e branco pode ser visto através do corpo vasado do artigo. Sotheby’s credita a descoberta ao consultor de arte Johan Bosch van Rosenthal, de Amsterdã, que encontrou o vaso em uma casa de campo de uma idosa de mais de 80 anos. “Seus quatro gatos andavam livremente entre eles”, relembrou. “É um milagre que esse vaso extraordinariamente frágil tenha sobrevivido meio século em uma casa cercada por inúmeros animais de estimação”, disse Nicolas Chow, presidente da Sotheby’s Asia, em comunicado. 
O vaso foi inspecionado por especialistas, que o associaram a um item dos arquivos da casa imperial chinesa, anteriormente mantido no Palácio da Pureza Celestial, parte da Cidade Proibida de Pequim.

 


› Compartilhe

COLUNAS

Assumir a responsabilidade que compete

Assumir a responsabilidade que compete

Coluna da Fé   06/08/2020

Devagar mas sempre

Devagar mas sempre

Coluna da Fé   06/08/2020

Condição irrecusável

Condição irrecusável

Coluna da Fé   04/08/2020

FOTOS DO DIA

Lua cheia de graça (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela