COMPEDI quer ampliar discussão sobre demandas para pessoas com deficiência

21/08/2020
Integrantes do Conselho

Integrantes do Conselho

Anualmente, de 21 a 28 de agosto, ocorre a Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, que chama atenção para a necessidade de discussões sobre novas políticas públicas e de inclusão. Com a pandemia e a impossibilidade de realizar ações presenciais, em 2020 grupos que atuam em prol de Pessoas com Deficiência (PCDs) buscaram novas maneiras de abordar estes assuntos. 
Em Dois Irmãos, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPEDI) é um dos órgãos que luta pelos direitos das PCDs. Ao longo da semana, ele irá intensificar a divulgação do trabalho que vem realizando desde 2015, quando foi criado. De acordo com a presidente do Conselho, Cristiane Lauer, o objetivo é, através deste movimento, aproximar a sociedade do COMPEDI e motivá-la a compartilhar demandas referentes às PCDs. “Queremos que as pessoas conheçam o nosso trabalho e nos tragam demandas que consideram importantes”, reforça Cristiane, destacando que lutar pelos direitos das PCDs é papel de todo cidadão.  
Além de matérias em veículos de comunicação, o COMPEDI também fará a divulgação das suas ações através de carro de som, no sábado, dia 22, e irá intensificar a interação com a comunidade através da sua página no Facebook. Quem quiser saber mais sobre o Conselho também podem entrar em contato através do e-mail: ecompedi@gmail.com.


Presidente destaca demandas urgentes no município
Das demandas discutidas pelo COMPEDI, Cristiane reforça pelo menos duas mais urgentes: acessibilidade e a criação de um espaço público destinado a ajudar pessoas com deficiência a se inserirem no mercado de trabalho. “Na questão de acessibilidade, ainda temos muitas barreiras físicas. Um dos exemplos são os prédios públicos, como a própria prefeitura, onde não há elevador para um cadeirante acessar o segundo andar”, diz Cristiane, chamando a atenção, também, para a falta de comprometimento das pessoas ao ocuparem vagas especiais nos estacionamentos e a falta de ônibus adaptados na cidade. Segundo ela, recentemente um usuário, portador de deficiência física, precisou pagar Uber para ir até Novo Hamburgo, por falta de um coletivo adaptado.  


Leia mais na edição impressa e na digital.


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

Senhor, ensina-me a orar

Senhor, ensina-me a orar

Coluna da Fé   23/10/2020

Misericórdia divina

Misericórdia divina

Coluna da Fé   23/10/2020

A dignidade da família

A dignidade da família

Coluna da Fé   21/10/2020

FOTOS DO DIA

A beleza do beija-flor captado em pleno voo pelo fotojornalista Octacílio Freitas Dias

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela