Lareiras e fogões a lenha exigem cuidados redobrados no inverno

26/06/2020
Tenente Cassius chama atenção para a prevenção

Tenente Cassius chama atenção para a prevenção

Antes mesmo da chegada do inverno, Dois Irmãos registrou baixas temperaturas e também os primeiros casos de princípio de incêndio em lareiras e fogão a lenha, o que aponta para a necessidade de reforçar cuidados básicos que devem ser tomados ao usá-los para aquecer ambientes. 
De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, o tenente Cassius Elias Arejano Pires, as ocorrências se intensificaram no período da pandemia, pelo fato de as pessoas estarem mais tempo em casa e utilizarem com mais frequência estruturas domésticas e utensílios. 
Conforme o comandante, um das principais medidas para evitar estes incêndios é a manutenção constante dos equipamentos. “A manutenção é extremamente importante, pois impede o acúmulo de fuligem por queima incompleta de combustíveis”, destaca Cassius, lembrando que o ideal é recolher e descartar as cinzas, tanto da lareira quanto do fogão a lenha, na área externa da residência, em um recipiente metálico ou ainda despejá-las no pátio e cobri-las com terra ou areia. “Também é importante realizar, pelo menos uma vez por ano, a limpeza dos dutos e chaminés, e se certificar de que não há madeira encostando nas estruturas de alumínio”, completa.
Além da limpeza, o tenente também chama a atenção para o entorno dos equipamentos. A orientação é não deixar tapetes, cortinas, madeiras ou outros objetos próximos das lareiras e fogão a lenha, mesmo depois de o fogo ter se extinguido. “Aos adultos, também cabe o cuidado de não deixar crianças alimentarem o fogo”, ressalta Cassius. 
O cuidado com o uso de aquecedores também é reforçado. Segundo o tenente, visando a segurança de todos, é preciso estar atento ao certificado do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). “Equipamentos que não foram testados podem significar risco adicional”, destaca o tenente, chamando atenção, ainda, para a temperatura dentro dos ambientes, uma vez que o aquecimento gera ressecamento do ar e queima de oxigênio. “É preciso deixar uma fresta de ar, para arejar o ambiente”, comenta Cassius, orientando que, em caso de urgência, a comunidade acione imediatamente o 193.  

 


› Compartilhe

COLUNAS

Lições de vida

Lições de vida

Coluna da Fé   13/08/2020

Fé e Descrença

Fé e Descrença

Coluna da Fé   13/08/2020

Assumir a responsabilidade que compete

Assumir a responsabilidade que compete

Coluna da Fé   06/08/2020

FOTOS DO DIA

Lua cheia de graça (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela