Faleceu Adélcio Haubert

26/10/2020
Empresário de Santa Maria do Herval tinha 65 anos

Empresário de Santa Maria do Herval tinha 65 anos

Faleceu na tarde desta segunda-feira (26), aos 65 anos, o empresário Adélcio Haubert. Ele levou um tiro no último dia 21, quando estava na sala da sua casa, na localidade de Boa Vista do Herval, em Santa Maria do Herval. A bala atingiu sua cabeça, e no momento do crime Adélcio estava ao lado esposa, Flávia, atingida por estilhaços de vidro.
Foram dois disparos, que vieram do mato nas proximidades da casa. Ainda não se sabe a motivação e quem cometeu o crime. Adélcio foi levado ao Hospital Unimed, em Novo Hamburgo, onde estava internado até hoje. Além da esposa, deixa enlutados os filhos Rafael e Patrícia, três netos, demais familiares e amigos. Ainda não há informações sobre velório e enterro.


Quem é Adélcio Haubert
Adélcio era proprietário do Frigorífico Haubert, uma empresa que por muitos anos foi o sustentáculo da economia pública de Santa Maria do Herval. Além do imenso recolhimento de ICMS, que gerava receita para a Prefeitura do Herval, movimentando a máquina pública, o frigorífico era ainda responsável por centenas de empregos. Empregos que geravam renda que fazia girar o comércio de Santa Maria do Herval. 
Adélcio teve apenas um sócio, Egon, que ao falecer deixou a família na sucessão. O frigorífico em 2017 chegou a ter faturamento mensal na casa dos 30 milhões de reais, no abate e venda de carne. Mas, por várias razões, Adelcio acabou se desfazendo da empresa, e o frigorífico trocou de mãos em maio de 2018, sendo adquirido por um comprador de Santa Catarina. 
De seu, Adélcio ficou com uma fazenda no município de Pedro Osório, que era o que ele cuidava atualmente. 
Aos 65 anos de idade, Adélcio tem um filho, Rafael, casado com uma moça de família Petry de Dois Irmãos, e uma filha, Patrícia, que lhe deu três netos, sendo dois do primeiro casamento e um filho da união atual e cujo esposo é proprietário de restaurante em Novo Hamburgo.
Cristão praticante e pessoa extremamente bem quista na comunidade hervalense, Adélcio era tido por todos ali como um homem que “não tinha inimigos”. 
Ele também teve uma participação na política local. Foi vice-prefeito na chapa de Ademir José Schneider, que administrou o Teewald (como o Herval é chamado pelos moradores de raiz) entre 1993 e 1996. E, segundo Ademir, sua participação foi fundamental para uma boa administração, pois Adélcio “era uma pessoa extraordinária, bom amigo e excelente conselheiro, e assumia a prefeitura quando era preciso, fazendo-o como homem sério e responsável”. (Por Alan Caldas – Editor)


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

De quem é a culpa?

De quem é a culpa?

Coluna da Fé   27/11/2020

Advento nos anuncia Jesus, o Salvador

Advento nos anuncia Jesus, o Salvador

Coluna da Fé   27/11/2020

FOTOS DO DIA

Flagra no Centro de Dois Irmãos – Não tá fácil pra ninguém! (Fotos: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela