“O principal é a prevenção”, diz pediatra Jorge Pereira sobre coronavírus

27/03/2020
(Foto: Arquivo JDI)

(Foto: Arquivo JDI)

O pediatra Jorge Pereira, de Dois Irmãos, alerta para a importância dos cuidados básicos em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Em recente entrevista ao editor Alan Caldas, na TVLocal Dois Irmãos (Facebook do JDI), ele passou algumas orientações:


É possível os pais saberem antes quais os sintomas?
Jorge
– Os sintomas do coronavírus na criança são os sintomas de uma gripe comum: febre, nariz escorrendo, tosse seca. Pelo que se tem estudado e pelo levantamento estatístico, na criança ele tem se manifestado na maioria das vezes como uma gripe simples, tanto que o índice de mortalidade é pequeno em relação ao idoso, que geralmente já tem uma imunidade baixa e doenças associadas. Na criança, é difícil identificar se é um coronavírus ou não. Como não dá para fazer exame do coronavírus em todo mundo, é recomendável que se vá atrás da identificação a partir do momento que a criança estiver com uma gripe atípica e o quadro possa estar se agravando.


Quais são os cuidados para se ter em casa? 
Jorge
– O principal desta pandemia, para não se agravar, é a prevenção. Quando chegar em casa, a primeira coisa a fazer é tomar um bom banho e se higienizar. Acostumar as crianças a lavarem as mãos, a usarem álcool gel. Não deve haver troca de brinquedos e bicos em creche, não se deve ter aquele hábito da mãe que chupa o bico e depois entrega para a criança. Os pais dizem que fazem isso para ‘limpar’ o bico, mas na verdade estão contaminando. É muito importante ter uma alimentação saudável, se distanciar de pessoas que estão gripadas e não fazer visitas. 
 



*
PREOCUPAÇÃO E ALERTA
Na tarde de quinta-feira (26), nas suas redes sociais, o médico reforçou a importância da prevenção, fazendo inclusive um alerta diante do cenário atual:
- Hoje vi que o movimento na cidade aumentou. Só tenho uma coisa a dizer pra nossa comunidade: o outono vai chegar e a variação de temperatura vai, naturalmente, baixar a imunidade das pessoas e os casos de Covid-19 vão aparecer. Se não protegermos nossa cidade, e isto é possível, vamos amargar com a morte de nossos idosos, que não terão como internar por falta de leito. Perderemos pais, avós e até irmãos, pois ninguém está livre desta doença. O exemplo está na Itália e Espanha. Nosso hospital não tem UTI, apenas 1 ou 2 respiradores que certamente estarão ocupados por outra doenças. Não haverá leitos nos hospitais para transferirmos nossos pacientes. Depois não adianta botar pressão nas equipes médicas pra que façam alguma coisa pelos seus parentes. Estamos fazendo o máximo para alertar a comunidade e ainda tem gente levando na brincadeira. Estou mantendo meu consultório aberto, ao contrario de vários colegas no nosso país, que encerraram as atividades. Estou colocando minha vida em risco para atender as pessoas e tranquilizar os pais. Respeitem nosso trabalho, sigam nossas orientações. Resumindo, vamos dar valor à vida, pois ela é o nosso bem maior. Desculpem o desabafo, mas chego todos os dias em casa feliz, pois sei que estou cumprindo o meu papel médico. Deus proteja todos vocês.


› Compartilhe

COLUNAS

Assumir a responsabilidade que compete

Assumir a responsabilidade que compete

Coluna da Fé   06/08/2020

Devagar mas sempre

Devagar mas sempre

Coluna da Fé   06/08/2020

Condição irrecusável

Condição irrecusável

Coluna da Fé   04/08/2020

FOTOS DO DIA

Lua cheia de graça (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela