O que esperar do clima em setembro no Rio Grande do Sul

29/08/2020
Fonte: GaúchaZH / Foto: Octacílio Freitas Dias

Fonte: GaúchaZH / Foto: Octacílio Freitas Dias

O mês que traz a primavera deve ser tão oscilante quanto agosto. A estação que começa às 10h31min do dia 22 de setembro é caracterizada como um período de transição e traz uma alternância entre semanas quentes e secas com frias e úmidas. Ainda assim, a previsão é de que a temperatura média para o Estado do Rio Grande do Sul fique um pouco mais alta do que é de costume para o período. 
Veja mais detalhes sobre o que dizem os meteorologistas quanto à previsão do tempo para o próximo mês e relembre como foi agosto. 


Chuvas
Com a entrada da primavera, a tendência é de que a chuva diminua gradativamente no mês, explicou a meteorologista da Somar Carine Gama. Na primeira quinzena, uma precipitação mais volumosa deve ser registrada especialmente no sul do Estado, nos pontos mais altos da serra gaúcha, e no norte da divisa com Santa Catarina, com acumulados que passam dos 100mm. 
Toda fronteira do RS com a Argentina e a região de Uruguaiana e Quaraí devem registrar tempo mais ensolarado — embora também chova nesses locais, os acumulados são menores, de cerca de 50mm. As demais áreas do Estado terão precipitação dentro da média.
Na segunda quinzena, que abarca a entrada da nova estação, as chuvas começam a diminuir. Ainda devem ocorrer alguns temporais, embora mais pontuais e rápidos. Contudo, no extremo sul do Rio Grande do Sul — e com possibilidade de atingir a região da campanha também —, o período entre o dia 16 e 30 de setembro deve ser mais chuvoso e nublado.
— De modo geral, as áreas do sul e da campanha podem ter chuva acima da média em setembro, as áreas do centro do Estado, dentro da média, e entre a região de Porto Alegre, serra, oeste, noroeste e norte do Estado, abaixo da média — resume Carine.


Temperatura
A temperatura em setembro deve ser oscilante, alternando entre um tempo frio e úmido com quente e seco. Nos primeiros 15 dias, a região da fronteira com o Uruguai e o sul do Estado registrarão a temperatura mínima abaixo da média para o mês. A divisa com Santa Catarina, por sua vez, terá o indicador acima da média.
— No início do mês de setembro, tem essa queda na temperatura. Depois, próximo ao dia 5 e até o dia 15, fica quente, com temperaturas de até 27°C em Santa Maria. Depois, vem outra frente fria — explicou a meteorologista. 
Na segunda quinzena, o Rio Grande do Sul terá temperatura acima do usual de forma geral. Entretanto, no final de setembro, o Estado deve registrar um frio tardio. 
— Não teremos muita chuva, mas teremos a entrada de um ar bastante frio. E a queda maior será sentida na temperatura mínima. Pode ficar abaixo dos 5°C entre os dias 15 e 17 na região de Santa Maria — disse Carine.
Em Porto Alegre, a previsão é de bastante chuva no início de setembro. A partir do dia 7, a temperatura volta a subir. Depois do dia 12, há uma diminuição gradativa de temperatura, podendo chegar a mínimas de 7°C e máximas de 13°C. Depois, volta a ficar quente e, na entrada de outubro, há outra queda de temperatura. 


Como foi agosto
Agosto começou com sol, passou pela queda de neve e terminou quente. Os primeiros dias do mês tiveram temperatura alta, no fenômeno conhecido como veranico. Apenas ao final da primeira semana que chuvas foram registradas, mas no sul do Estado. Na segunda semana, houve o avanço de uma frente fria no Rio Grande do Sul, trazendo chuvas e uma mudança brusca na temperatura. Embora com alguns dias ensolarados pontuais, a instabilidade de maneira geral seguiu ao longo do mês. 
A partir da segunda quinzena do mês, aconteceram fenômenos característicos do frio e da umidade. A queda de granizo, no dia 18, foi registrada em diversos municípios e chegou a causar prejuízos em algumas cidades. Dois dias depois, paisagens no interior do Estado ficaram cobertas de flocos congelados: o Rio Grande do Sul registrou, por mais incomum que seja, neve o suficiente para acumular no solo e nas árvores. Com a ida da massa de ar polar para o alto mar, o final do mês teve outra mudança brusca de temperatura, com termômetros marcando máximas de 31°C.



 


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

 “No Humano um brilho sem igual”

“No Humano um brilho sem igual”

Coluna da Fé   07/01/2021

Qual número você calça?

Qual número você calça?

Opinião   22/12/2020

Como vencer a fadiga da pandemia

Como vencer a fadiga da pandemia

Coluna da Fé   22/12/2020

FOTOS DO DIA

Esperando o dono na porta do mercado, até porque sem máscara não pode entrar (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela