Filme ‘Yesterday’ reinventa magia das canções dos Beatles

30/08/2019
Fonte: G1

Fonte: G1

E se ninguém conseguisse se lembrar dos sucessos dos Beatles, a não ser um músico de rua? O cineasta Danny Boyle tomou essa ideia como seu ponto de partida. A ideia básica de “Yesterday”, que estreou nesta quinta-feira (29) no Brasil, é original: o filme começa com um apagão global, durante 12 segundos tudo fica sem eletricidade. Nesse momento, o nem tão bem-sucedido guitarrista Jack Malik se choca de bicicleta contra um ônibus, perde dois incisivos e tem que ir para o hospital.
Quando volta a si, o mundo se transformou, pelo menos num detalhe fantástico. Na cama do hospital, Jack cantarola uma melodia dos Beatles que lhe passa pela cabeça. Sua agente e amiga de longa data Ellie (Lily James) fica só olhando-o, perplexa. Mas esse é só o começo. Depois que o músico amador recebe alta, seus amigos organizam uma festinha de boas-vindas. A certa altura, ele pega o violão, canta e toca o hit dos Beatles, “Yesterday”. Todos ficam admiradíssimos: de onde é que ele tirou essa canção tão incrível? O texto, a melodia, o arranjo, tão simples quanto genial?
Agora é a vez de Jack ficar perplexo: qualquer criança conhece “Yesterday”, aquela dos Beatles! Aí fica claro: nessa realidade alternativa, ninguém jamais ouviu falar nem dessa canção, nem do conjunto britânico. Nada de “Let it be”, “She loves you” ou do icônico LP “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”. No filme, todos os álbuns dos Beatles sumiram das prateleiras, não existem gravações, nem uma única foto dos quatro músicos.


SAIBA MAIS
Essa é a premissa do longa-metragem, inverossímil, mas simpática. O diretor inglês Danny Boyle envia seu protagonista (representado por Himesh Patel, até então conhecido apenas por uma telenovela da BBC) numa fantástica viagem de sucesso musical. Aquele que até então só tocara seu instrumento em ruas de pedestres e bares mal frequentados agora é dono de um tesouro musical incalculável. E, na verdade, ele ao mesmo tempo se envergonha, pois nunca quis se vangloriar com os méritos alheios. Mas, como ninguém quer acreditar que já existiu uma banda pop chamada “The Beatles”, o destino toma seu curso: Jack Malik é aclamado como superstar, genial compositor-cantor que atrai milhares às salas de shows.
Danny Boyle alcançou status de diretor cult com “Trainspotting: Sem limites” (1996). Seu “Quem quer ser um milionário?” (2008) abocanhou oito Oscars; e em 2015 ele prestou com “Steve Jobs” um tributo surpreendentemente crítico ao criador da Apple. Na verdade, ele estava agendado para dirigir o 25º James Bond, mas se desentendeu com os produtores, supostamente por diferenças artísticas. Assim, com base em um roteiro de Richard Curtis, Boyle voltou-se para mais uma “pequena” produção sobre música e milagres, sobre méritos britânicos, músicos de província e sonhos. As filmagens de “Yesterday” já haviam terminado quando chegou o cancelamento do projeto Bond mas, de algum modo, o filme combina mesmo melhor com o mundo desse cineasta de Manchester.


› Compartilhe

  • Anúncio Jornal

COLUNAS

E que a terra te seja leve!

E que a terra te seja leve!

Alan Caldas   30/08/2019

Tolerância intolerável

Tolerância intolerável

Pitter Ellwanger   30/08/2019

Playlist #13

Playlist #13

Pitter Ellwanger   30/08/2019

FOTOS DO DIA

Só pelo feriado – Companheiro de todas as horas também merece descanso (Foto: Thaís Lauck)

  • JDI classificados
  • JDI assinatura

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela