Arte Cemiterial da região é tema de pesquisa e exposição fotográfica

31/05/2019
Projeto abordou trabalho do mestre artífice Jakob Schmitt

Projeto abordou trabalho do mestre artífice Jakob Schmitt

A arte da cantaria em pedra nas lápides dos cemitérios da região de imigração alemã da antiga colônia de São Leopoldo foi alvo de projeto de pesquisa e documentação desenvolvido pela arquiteta Ingrid Arandt. Intitulado como “Steinhauermann – Escultura em pedra das lápides de Jakob Schmitt: a preservação do saber-fazer da cantaria tradicional”, o projeto foi contemplado no Edital de Concurso “Pró-cultura RS FAC #juntospelacultura_2” e conta com financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-cultura RS FAC – Fundo de Apoio à Cultura. Propõe uma estratégia para a salvaguarda deste bem cultural a partir do olhar sobre sua natureza imaterial: o saber fazer cantaria.
Por meio de uma exposição itinerante de fotografias das esculturas em pedra nas lápides de Jakob Schmitt, uma oficina de desenho de observação das lápides e seus elementos escultóricos e o lançamento de um catálogo com informações para a visita guiada aos cemitérios de Sapiranga, Dois Irmãos e Picada São Paulo (Morro Reuter) quer se destacar esta arte da cantaria em pedra e um de seus mestres-artífices. “As fotografias e croquis contribuirão para a preservação da memória deste saber-fazer, onde o registro iconográfico desempenha importante papel, possibilitando futuras inúmeras utilidades dessas representações cadastrais”, comenta Ingrid.
A arquiteta explica que nos primeiros dois meses de projeto foram realizadas a pesquisa histórica em arquivos, acervos, museus e a visitação aos cemitérios da região, a fim de fazer registros e coletar informações sobre este mestre artífice e sobre a atividade de cantaria em pedra. As informações coletadas e sistematizadas estão sendo finalizadas e o resultado poderá ser conferido em breve na exposição e no guia de visitação propostos no projeto.


Exposição itinerante
A exposição itinerante percorrerá cinco municípios, passando por Dois Irmãos, Morro Reuter, Sapiranga, Novo Hamburgo e São Leopoldo. O lançamento acontece no Espaço Cultural Antiga Matriz, em Dois Irmãos, ficando a exposição aberta à visitação pública e gratuita nos dias 1º e 2 de junho, das 13h às 17h, no dia 7, das 18h às 20h, e no dia 8, das 13h às 17h. Além disso, no dia 9, será possível conferir a exposição durante a Festa da Colheita, no salão paroquial da Comunidade Evangélica (IECLB). No dia 21 de julho, a exposição será realizada durante o Chá de Inverno no pavilhão da Comunidade Luterana (IELB). As demais datas e locais expositivos serão divulgados no decorrer do projeto do mês. Mais informações podem ser obtidas junto à página do projeto no Facebook (www.facebook.com/projetojakobschmitt).


Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (31).


(Fotos: Divulgação)


› Compartilhe

  • Anúncio Jornal

COLUNAS

Sobre fazer nada

Sobre fazer nada

Pitter Ellwanger   14/11/2019

Playlist #15

Playlist #15

Pitter Ellwanger   14/11/2019

FOTOS DO DIA

CONTRADIÇÃO REAL – Encontro de coroas no Vale Germânico (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • JDI classificados
  • JDI assinatura

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela