Julho terá temperaturas mais amenas e menos congelantes no Estado

01/07/2021
Fonte: GZH / Foto: Octacílio Freitas Dias

Fonte: GZH / Foto: Octacílio Freitas Dias

O frio intenso dos últimos dias de junho não deverá marcar presença ao longo do mês de julho. A expectativa é de que essa onda gelada recente se prolongue até sexta-feira (2) e passe a dar espaço a um clima chuvoso e, principalmente, marcado pela oscilação de temperaturas. Já na próxima semana, o tempo deve voltar a ficar mais agradável, com temperaturas mais amenas e menos congelantes. Dias mais gelados podem voltar a dar as caras somente na segunda quinzena de julho, diz Celso Oliveira, meteorologista da Somar:

– Contudo, essa frente fria, que deve entrar no Estado no dia 18 e ficar até 22 de julho, não será tão forte quanto a vivida nos últimos dias de junho. Quem gosta de frio deve aproveitar agora porque as temperaturas não serão tão baixas no decorrer do próximo mês. O que quer dizer que as chances de queda de neve são praticamente nulas em julho. 

O próximo mês terá temperaturas mínimas acima da média no Estado, que costumam ficar entre 6°C e 12°C, dependendo da região. Já as máximas ficarão abaixo da média. Na Fronteira Oeste e na Campanha, por exemplo, onde o pico costuma se situar entre 18°C e 21°C nos termômetros, as temperaturas deverão ficar até 3°C mais baixas. Em relação à chuva, a Somar aponta que a metade Sul do Estado, bem como a serra gaúcha e a Região Metropolitana, devem registrar precipitação acima da média. Na região de Pelotas, por exemplo, geralmente, chove cem milímetros em julho. Para este ano, são esperados cem milímetros a mais, diz Oliveira.

– Toda essa chuva será fruto da umidade oceânica, que fará com que haja mais precipitação na faixa leste de maneira geral. Por outro lado, cidades (não litorâneas) localizadas na divisa com a Argentina ou próximas de Santa Catarina ficarão com média pluviométrica abaixo do esperado, justamente por não ficarem próximas do oceano e não serem afetadas pela umidade vinda dele. Em Erechim, no Norte gaúcho, a média de chuva fica em 200 milímetros em julho. Mas, desta vez, a expectativa é de que chova cem milímetros a menos – aponta o meteorologista da Somar.

 

PRÓXIMOS DIAS

A massa de ar polar que gelou o RS nos últimos dias começa a perder força e, com isso, o frio diminui gradativamente. Ainda assim, a madrugada de quinta-feira (1°) foi de temperaturas baixas. Em Vacaria, fez -0,8°C, conforme medição do Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram). Bom Jesus e Bagé marcaram 2°C.

Na sexta (2), o frio mais intenso e a possibilidade de geada devem se limitar aos municípios serranos. Embora as mínimas continuem baixas, as máximas sobem um pouco mais. Dois Irmãos pode registrar 18°C. O tempo segue firme no final de semana, com temperaturas entre 7°C e 18°C no município.


› Compartilhe

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Decoração do Natal dos Anjos começa a ganhar as ruas de Dois Irmãos

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela