Presidente do COMPEDI destaca necessidade de olhar para o outro

01/11/2021
Cristiane Lauer / Dinâmica “E se fosse você?”

Cristiane Lauer / Dinâmica “E se fosse você?”

Nesta terça-feira (2), acontece a eleição dos novos membros do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Dois Irmãos (Compedi) para a Gestão 2021/2023. A posse será já na quarta-feira (3). Às vésperas da mudança na diretoria, a atual presidente Cristiane Marlene Lauer, 45 anos, avaliou o trabalho da sua gestão (2019/2021) e destacou os principais desafios do COMPEDI atualmente. Confira!

 

O que a motivou fazer parte do grupo?

Cristiane Lauer - A importância do protagonismo e empoderamento da pessoa com deficiência na sociedade e a oportunidade de fazer parte de um movimento social dentro do município que escolhi para morar.

 

Qual foi o seu grande objetivo como presidente do COMPEDI?

Cristiane - Trabalhei principalmente na busca de visibilidade para o Conselho. Precisamos ser vistos pelas pessoas com deficiência e pela gestão pública como um colegiado atuante e ciente do seu papel, de ir atrás do que está acontecendo na cidade e de como isto afeta o dia a dia do nosso público alvo, que são justamente as pessoas que tem algum tipo de deficiência e a garantia dos seus direitos.

 

Qual o legado da sua gestão?

Cristiane - Deixamos um legado de muito trabalho, pois acredito que o objetivo desta gestão foi cumprido. Agora, quem vem tem o compromisso de seguir e ampliar ainda mais esta visibilidade que conquistamos. Deixamos também um projeto muito bacana pronto, em que os novos conselheiros deverão se dedicar, que é o estudo da Lei Brasileira de Inclusão- a LBI, pois através deste poderão levar aos órgãos públicos e privados tudo aquilo que Dois Irmãos ainda precisa avançar para se tornar uma cidade inclusiva de fato, o que poderá trazer muita visibilidade e garantir alguns pontos a mais para a cidade ser reconhecida em termos de qualidade de vida e desenvolvimento social.

 

Quais as principais ações desenvolvidos pelo COMPEDI neste período?

Cristiane - Realizamos muitas ações de divulgação do COMPEDI. Foram inúmeras participações em rádios, televisão, entrevistas para jornais e o moto som, que a cada data alusiva circulou pela cidade divulgando informações sobre o Conselho. Tivemos também em 2019 a Conferência Municipal, onde abrimos o debate do tema para a comunidade, tendo neste dia a presença e apoio da então prefeita Tânia da Silva e de representantes da Faders (Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PcD e PcAH no RS) e COEPEDE (Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência), e o lançamento do logotipo do COMPEDI. Além do evento da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, que realizamos em agosto deste ano na Praça do Imigrante, com a dinâmica "E Se Fosse Você?", Oficina de LIBRAS e apresentação de um vídeo que elaboramos com depoimentos de pessoas com deficiência, familiares, profissionais e também do prefeito Jerri Meneghetti.

 

Quais os maiores desafios do COMPEDI?

Cristiane - Acredito que o maior desafio seja o engajamento das pessoas. Vivemos hoje numa sociedade a qual eu costumo dizer que é a sociedade do olho no próprio umbigo, pois estamos todos tão envolvidos com nossas atividades que acabamos não parando para olhar para o lado e para o outro, e pensar em inclusão é isto, deixar de lado aquilo que só serve e é bom para mim para pensar naquilo que eu devo fazer para que haja mais equidade na nossa convivência com o outro. É deixar de pensar no que os órgãos públicos precisam fazer nos espaços coletivos e olhar, por exemplo, para a calçada em frente as nossas casas: será que é possível uma pessoa com deficiência transitar de forma segura por ali ou é necessário que eu, como cidadão e proprietário, faça alguma melhoria no passeio? Somente no momento que todos assumirem sua parcela de responsabilidade com a inclusão é que conseguiremos de fato atingir nosso objetivo como Conselho, ou seja, de não sermos mais necessários.

 

AGRADECIMENTOS

Ao longo da última gestão, diversas pessoas e empresas foram parceiras do COMPEDI, divulgando as ações realizadas pelo grupo, entre elas: Jornal Dois Irmãos, Jornal O Diário, Rádio de Morro Reuter, Rádio Vale Feliz, Rádio Hortêncio, Rádio Imperial, MS Sonorização, Claudio Alves locutor e Vale TV.


› Compartilhe

COLUNAS

Maid e Masculinidade

Maid e Masculinidade

Pitter Ellwanger   19/11/2021

Playlist #22

Playlist #22

Pitter Ellwanger   19/11/2021

Um mundo melhor está próximo!

Um mundo melhor está próximo!

Coluna da Fé   09/11/2021

FOTOS DO DIA

A cidade cresce e a paisagem muda (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela