Primeira mulher toma posse como presidente do Tribunal de Justiça do RS

02/02/2022
Fonte: GZH

Fonte: GZH

A desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira foi empossada, nesta terça-feira (1º), presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS). A magistrada é a primeira mulher a ocupar o cargo desde 1874, quando o Judiciário foi estabelecido no Estado.

Natural de Pelotas, a desembargadora falou recentemente a GZH sobre a importância e o pioneirismo de uma mulher negra assumir esse cargo. Ela já está fazendo história. No biênio 2016-2017, a magistrada já tinha sido a primeira negra a assumir a Corregedoria-Geral da Justiça.

— Desejamos não ser lembrados por ser uma gestão de uma presidente mulher, mas de um novo tempo de Judiciário moderno e com decisões coletivas. A gestão será modernizada, mas nunca deixará de valorizar o que temos de melhor: as pessoas — disse em discurso de posse.

A nova presidente saudou o desembargador Voltaire de Lima Moraes, o qual substitui. A gestão do magistrado foi marcada pela covid-19. O Judiciário destinou R$ 300 milhões a ações de enfrentamento à pandemia. Iris diz que entre as prioridades de sua gestão estão a virtualização completa dos processos em primeiro e segundo graus e implementação do plano de carreira dos servidores, aprovado na Assembleia Legislativa, no final de 2021.

— A proposta é alcançar o sonho e tornar o Judiciário gaúcho 100% digital. Além disso, também vamos trabalhar na reestruturação do setor de segurança virtual — ressaltou.

A desembargadora ainda disse que o Judiciário é parceiro do Estado na adesão ao Regime de Recuperação Fiscal. O Rio Grande do Sul entrou na etapa final para a adesão com o aceite da Secretaria do Tesouro Nacional. Com a Justiça e demais órgãos, o Piratini negociou para que a matéria fosse elaborada e aprovada na Assembleia Legislativa.

Também tomaram posse os desembargadores Alberto Delgado Neto, como 1º vice-presidente, Antonio Vinicius Amaro da Silveira, como 2º vice-presidente, Lizete Andreis Sebben, como 3ª vice-presidente, e Giovanni Conti, como corregedor-geral da Justiça, para o biênio 2022-2023.

 

Ato reivindicatório

Antes da posse da nova presidente da Corte, oficiais de Justiça fizeram ato em frente ao Tribunal de Justiça. A categoria reivindica que seja cumprido acordo para reajustar a verba destinada ao deslocamento.

Os oficiais de Justiça recebem auxílio para irem aos locais de cumprimento de mandados judiciais. O valor está congelado há oito anos. Conforme a diretora jurídica da associação que representa a categoria, Helena Veiga, os valores estão baseados em custos referentes a 2014, quando a gasolina custava R$ 2,90.


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela