Construindo juntos, pai e filho falam do orgulho pela profissão

02/05/2022
Olidio e seu filho Joel Luis trabalham juntos chefiando obras

Olidio e seu filho Joel Luis trabalham juntos chefiando obras

Ao caminhar pelas ruas de Dois Irmãos, é grande a probabilidade de estar olhando para alguma obra ou reparo feita pela família Gass, que está há mais de três décadas na área de construção na região. A profissão passou do pai Olidio Gass para o filho Joel Luis, que atualmente é chefe de obras.

Olidio começou a trabalhar com obras no início dos anos 1990. Ele conta que sofreu acidentes de trabalho e que na época não existia o cuidado com o profissional que se tem hoje. Além disso, antigamente tudo era mais manual e exigia muita força. “Antes era tudo no braço, abrir um alicerce era na picareta. Hoje a máquina vem e abre. Na época que eu comecei fazia massa na enxada para três pedreiros”, recorda o profissional. Durante os finais de semana, Olidio construiu a casa própria e seu filho Joel desde pequeno o acompanhava nesse processo. “Ele era pequeno e estava sempre do meu lado; eu pegava um tijolo e ele estava junto”, diz o pai.

Joel começou a seguir os passos dele aos 20 anos, e explica os motivos que o levaram a escolher essa carreira. “Uma das principais razões que eu optei por esse ramo é pelo salário e porque estamos sempre trabalhando ao ar livre, sempre conhecendo lugares diferentes”, conta. Apesar das dificuldades da profissão, como desgaste físico e exposição ao clima, Olidio e Joel são apaixonados pelo que fazem e relembram com orgulho diversos trabalhos executados em Dois Irmãos ao longo dos anos, como todos os reparos feitos na Escola Estadual 10 de Setembro. Olidio gosta tanto da profissão que com seus 63 anos ainda trabalha com seu filho, auxiliando na supervisão das construções.

 

Trabalho em família

Para Olidio, ver o filho encaminhado, trabalhando em uma profissão que garante uma boa rentabilidade e em uma posição de liderança o deixa feliz. E Joel se mostra grato por todos os conhecimentos passados pelo pai. “Hoje tudo que eu sei é graças a ele. Ele me dizia como tinha que fazer as coisas no passado e por isso hoje eu faço tranquilo uma casa, sem ninguém me ajudar. Mas, quando surge uma dúvida, sempre tenho o apoio dele. Assim vamos unindo o que ele me ensinou e o que eu aprendi e fazemos algo inovador”, conclui ele.


Olidio diz que muitas vezes a experiência vale mais que a força do braço


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela