Casos de ansiedade e depressão aumentam mais de 25% na pandemia, diz OMS

03/03/2022
Fonte: AFP

Fonte: AFP

A pandemia de covid-19 está cobrando um enorme preço à saúde mental, indicou nesta quarta-feira (2) a Organização Mundial da Saúde (OMS), ao destacar que os casos de ansiedade e depressão aumentaram em mais de 25%no mundo inteiro.

Em um novo relatório científico, a OMS também assinala que a crise de covid-19 impediu de maneira significativa o acesso aos serviços de saúde mental em muitos casos, gerando inquietude pelo aumento de comportamentos suicidas. O relatório, que tem como base a análise e um compilado de uma grande quantidade de estudos, determinou que houve aumento de 27,6% de casos de transtorno depressivo grave no mundo apenas em 2020. Durante o primeiro ano de pandemia, também foi possível constatar 25,6% mais casos de transtornos de ansiedade no mundo.

– Em termos de proporções, trata-se de um grande aumento – advertiu Brandon Gray, do Departamento de Saúde Mental e Uso de Substâncias da OMS, que coordenou o relatório científico. – O trabalho mostra que a covid-19 teve forte impacto na saúde mental e no bem-estar das pessoas.

Os aumentos mais importantes foram constatados em lugares bastante afetados pela covid-19, com altas taxas de infecções diárias e a restrições de mobilidade. Além disso, as mulheres foram mais afetadas que os homens, em particular na faixa entre 20 e 24 anos.

 

Comportamentos suicidas

O estudo indica que, desde o começo da crise sanitária, existe maior risco de comportamentos suicidas entre os jovens, o que inclui as tentativas de suicídio e as lesões autoinfligidas. Ademais, ficou comprovado que o esgotamento entre os profissionais de saúde, a solidão e os diagnósticos positivos de covid-19 aumentaram a possibilidade de ocorrer pensamentos suicidas.

O estudo também concluiu que os indivíduos que sofrem de transtornos mentais têm maior risco de sofrer doenças graves ou morte por covid. Não obstante, Gray destacou que ainda são necessários mais estudos para estabelecer esse vínculo. Uma razão, segundo ele, poderia residir no fato de que os que sofrem com transtornos mentais costumam ter um estilo de vida menos saudável e ativo, com taxas mais elevadas de tabagismo, abuso de substâncias tóxicas e obesidade, do que o público em geral.

 

Atendimento ambulatorial

O estudo apresentado nesta quarta-feira também mostra que os serviços de saúde mental para pacientes nos ambulatórios foram gravemente afetados em 2020 por causa da pandemia. Em muitos casos, esses problemas foram mitigados pelos serviços de teleatendimento médico. As dificuldades para responder aos desafios que a saúde mental apresenta no meio desta pandemia foram causadas, em grande parte, pela "falta de investimento" constante nesses serviços antes de acontecer a pandemia de covid-19, segundo Gray.

– Décadas de investimento insuficiente ficam evidentes em nossa falta de preparação para abordar a dimensão do problema – acrescentou.


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

COLUNAS

Melhor seguir filtrando

Melhor seguir filtrando

Pitter Ellwanger   01/07/2022

Playlist #48

Playlist #48

Pitter Ellwanger   01/07/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela