“Se faz uma escolha por gravidade”, diz diretor de regulação de leitos no RS

04/03/2021
(Fonte: G1 RS / RBS TV)

(Fonte: G1 RS / RBS TV)

O diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, afirmou em entrevista ao Bom Dia Rio Grande, da RBS TV, que o Estado “tem mais gente precisando de atendimento do que a capacidade instalada”. Por volta das 10h desta quinta-feira (4), a ocupação de leitos de UTI adulto estava em 100,6%. “Se faz uma escolha por gravidade”, diz Elsade sobre a fila de espera por leitos no RS.

Ele explica que o escalonamento de gravidade dos pacientes é classificado por cores — amarelo, laranja e vermelho. “A gente ainda consegue encaminhar os pacientes vermelhos para dentro dos hospitais, mas os outros a gente fica manejando em unidades de pronto atendimentos, leitos de emergência nos hospitais, e esse vai ser o remanejo da crise, provavelmente, até que se consiga controlar esse momento da pandemia”. Na última semana, o Rio Grande do Sul registrou mortes de pacientes com Covid que aguardavam leitos de UTI.

Sobre o tempo de espera por uma vaga, o coordenador explica que isso varia muito da situação do paciente. “Casos mais graves a gente tenta transferir imediatamente, e depende da região, depende das condições de transporte do paciente; tem casos que, quando chega o pedido, o paciente não tem mais condição de transporte, às vezes, está numa região em que a oferta é mais difícil, que o paciente tem que viajar para mais longe. Essas dificuldades, nesse período da pandemia, elas acontecem. Ainda não numa escala grande, mas, pontualmente, a gente já teve pacientes que faleceram aguardando remoção para um leito de UTI”, diz.

O diretor afirma que as centrais de regulação são bastante organizadas no Estado, que ainda se consegue fazer encaminhamentos dos casos graves, mas, não mais, da maneira ideal. “Atualmente, sistema de saúde está quase no seu máximo, a gente está sob o plano de emergência hospitalar, que foi organizado já desde o início do ano passado, a gente esperava não chegar nesse momento, mas chegamos”.


› Compartilhe

FOTOS DO DIA

A beleza do movimento da dança (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela