Média de casos de Covid aumenta quase 15 vezes em duas semanas no RS

06/01/2022
Fonte: g1 RS

Fonte: g1 RS

O aumento de casos de Covid-19 segue em ritmo acelerado no período posterior às festas de fim de ano no Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira (6), foram identificados mais 5.363 infectados, elevando para 1.516.451 o total de casos desde o começo da pandemia. Desses, 14.216 (0,9%) estão em acompanhamento, ou seja, ainda são casos ativos em que o paciente não completou o período de quarentena. Outros 1.465.657 (96,7%) são considerados recuperados, e a taxa de letalidade ainda é de 2,4%.

A média móvel continua em alta e apresenta, nesta semana, uma elevação de 1.371% em relação a duas semanas atrás. Ainda que a base de comparação seja afetada pelos registros de dezembro — que ficaram zerados em sete dias, sendo quatro pelos feriados e três pelo ataque hacker ao Ministério da Saúde —, é inegável o aumento exponencial de novos registros. São 1.515 novos casos, em média, esta semana, 14,7 vezes mais do que os 103 de 14 dias atrás, na véspera de Natal. É o maior patamar desde agosto de 2020.

O lado positivo é que o aumento não se reflete no crescimento de mortes. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) registrou, nesta quinta, mais três óbitos. Todas elas ocorreram em idosos com mais de 80 anos em outubro e dezembro do ano passado e 2 de janeiro deste ano. O RS chega, assim, a um total de 36.473 vítimas do coronavírus desde o começo da pandemia. A média móvel de mortes se manteve em cinco registros diários, 47% menos do que há duas semanas, o que mantém a tendência de queda.

 

Vacinação

O Rio Grande do Sul está sem dados atualizados da vacinação desde 9 de dezembro e, por isso, perdeu posição entre os cinco estados que mais vacinam no país. Agora é o 6º, atrás do DF, MG, MS, PI e SP. O vacinômetro da SES não fornece informações sobre doses aplicadas nem o percentual da população imunizada.

O RS parou em 7,99 milhões de pessoas com o ciclo vacinal completo com as duas doses das vacinas CoronaVac, Pfizer e AstraZeneca ou a dose única da Janssen. O contingente representa 69,7% da população do RS. Com a dose de reforço, são 1,37 milhões de pessoas ou 11,9% da população. A primeira dose já chegou a 8,9 milhões de pessoas (77,6%).

O consórcio de veículos de imprensa utiliza dados atualizados do IBGE e considera imunização completa apenas com ambas as doses ou a vacina da Janssen. Logo, os dados podem diferir levemente dos levantamentos oficiais das secretarias de Saúde.

 

Leitos

A taxa de pacientes em leitos de terapia intensiva também subiu para 52%, com 1.662 pacientes em 3,2 mil vagas, cerca de 35 a mais do que no dia anterior. A proporção, contudo, se manteve em 16% entre aqueles com Covid ou a suspeita da doença e 84% os que estão hospitalizados por outros motivos. Ao todo, 154 dos hospitalizados tiveram diagnóstico positivo e outros 114 estão com suspeita. Em leitos clínicos, houve um leve aumento para431 entre suspeitos e positivos para coronavírus.

Das 21 regiões do estado, Lajeado, Pelotas e Uruguaiana estão com superlotação das vagas de UTI privadas. Já Passo Fundo, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul estão acima de 80%. Nas demais regiões, há vagas disponíveis, bem como nos leitos SUS.


› Compartilhe

  • JDI digital

COLUNAS

Ruminações ranzinzas

Ruminações ranzinzas

Pitter Ellwanger   05/08/2022

Playlist #53

Playlist #53

Pitter Ellwanger   05/08/2022

Ruminações nervosas

Ruminações nervosas

Pitter Ellwanger   29/07/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela