Tony Bennett desafia o Alzheimer ao gravar novo disco com Lady Gaga

07/10/2021
Fonte: Veja

Fonte: Veja

Aos 95 anos recém-completados e quase setenta de carreira, Tony Bennett está em seu habitat natural: o estúdio de gravação. Conhecido por sua personalidade afável, ele demonstra estar feliz e brincalhão, interpretando com rigor dez clássicos do jazz de Cole Porter. A seu lado está uma deslumbrada (e deslumbrante) Lady Gaga, de 35 anos, que faz com ele um afinadíssimo dueto para a gravação de Love For Sale, o segundo álbum da dupla, 61º da carreira de Bennet e 7º de Gaga, que chegou aos serviços de streaming na última sexta-feira (1º).

A beleza da cena esconde um drama revelado só muito recentemente. Bennett sofre da doença de Alzheimer e já tem dificuldades para se lembrar de coisas triviais – como, por exemplo, o que almoçou ou se passeou na rua nas últimas horas. Mas não esqueceu absolutamente nada das músicas que se propõe a cantar. A revelação foi feita por sua esposa, Susan Benedetto, de 55 anos, em uma extensa entrevista exclusiva publicada recentemente pela revista da Associação Americana dos Aposentados (AARP). Na mesma reportagem, o próprio cantor também foi entrevistado, mas demonstrou não compreender completamente que sofria da doença.

Em 5 de agosto, Bennett fez sua última aparição nos palcos, dias após completar 95 anos. Cantou com Gaga, não errou nenhuma letra ou entrada. E muito menos desafinou. Dias depois, veio o anúncio: o cantor não iria fazer turnê. O álbum Love For Sale, portanto, está sendo encarado pelos fãs como seu derradeiro trabalho – ainda que o resultado nem de longe soe melancólico. Ícone de uma tradição musical de longa data, Bennett é o último representante vivo de uma escola de grandes intérpretes como Frank Sinatra e Dean Martin.

A parceria com cantores diferentes de seu estilo, no entanto, não é uma novidade. Desde os anos 1990, seu filho Danny, de 66 anos, passou a cuidar da carreira do pai, dando uma guinada pop. Os resultados vieram já em 1994, quando o artista se transformou em um improvável hit da MTV com o lançamento do álbum MTV Unplugged. Anos depois, vieram outras improváveis e excelentes parcerias com John Mayer, KD Lang, James Taylor, Sting e uma insegura Amy Winehouse, que não conseguia controlar o nervosismo por cantar ao lado dele. 

Love For Sale é a segunda parceria de Bennett com Gaga. Em 2014, eles lançaram Cheek to Cheek, com grandes standards americanos, como Nature Boy, I Can’t Give You Anything But Love e Firefly. O álbum estreou em primeiro lugar na Billboard 200, transformando-se no terceiro álbum consecutivo de Gaga a atingir o feito, e o segundo de Bennett. “O fato de Tony me ver como uma cantora de jazz nato ainda é algo que não superei”, disse Gaga recentemente.

No vídeo que mostra os bastidores da gravação do álbum, Bennett surge impecável em seus ternos e Gaga em um vestido de gala. A troca de olhares entre eles demonstra um carinho de avô para neta. Ao cantar, a voz de Bennett ainda se revela excelente. Quando fala, contudo, ele se demonstra vacilante e alquebrado. “Ele é incapaz de compreender a doença e muito menos de tomar decisões importantes”, diz a esposa. “Cantar é tudo para ele. Isso salvou sua vida muitas vezes”, completa. A música, de fato, é capaz de milagres.
 


› Compartilhe

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Um bom lugar para um ninho de passarinho (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela