Operação encerra 28 festas clandestinas durante fim de semana no RS

08/03/2021
Fonte: G1 RS

Fonte: G1 RS

As forças de segurança do Rio Grande do Sul encerraram 28 festas clandestinas entre o sábado (6) e o domingo (7). Os eventos estão proibidos na classificação de bandeira preta, a de risco mais alto de disseminação do coronavírus no decreto que regulamenta as atividades no estado.

Em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, duas festas reuniram 248 pessoas ao todo no sábado. Em Pelotas, na Região Sul, um evento contava com 113 convidados, enquanto uma rave recebia 50 participantes. Em Uruguaiana, na Fronteira Oeste, os agentes encerraram uma festa com a presença de adultos e crianças, todos sem máscaras, em uma localidade a 15 km do centro da cidade, informou o governo. Além do registro para posterior representação criminal por parte do Ministério Público, o proprietário da residência foi multado administrativamente pela fiscalização em R$ 10,4 mil.

Outras festas foram registradas nos municípios de Alvorada, Ametista do Sul, Boa Vista das Missões, Caçapava do Sul, Constantina, Farroupilha, Flores da Cunha, Jaguarão, Marques de Souza, Piratini, Porto Alegre, Santa Rosa, Sapucaia do Sul e Venâncio Aires. Em Porto Alegre, no sábado, cinco estabelecimentos tiveram de ser fechados pela fiscalização por funcionarem fora do horário permitido. Uma distribuidora de bebidas no bairro Restinga, na Zona Sul, foi interditada por operar com atendimento presencial de clientes.

 

Balanço

Ao todo, desde 25 de fevereiro, 133 festas já foram encerradas pelas autoridades estaduais. Além disso, a operação Te Cuida RS já registrou 1.561 ocorrências de aglomerações e 91 pessoas detidas pelo descumprimento das medidas preventivas. Durante o período, foram 3.545 locais fiscalizados, 21.980 pessoas abordadas e 3.302 denúncias recebidas.


› Compartilhe

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Um bom lugar para um ninho de passarinho (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela