“A maior dádiva que Deus deixou para a mulher é a possibilidade de ser mãe”

08/05/2022
Ivonete com Enzo, de 4 anos

Ivonete com Enzo, de 4 anos

Mãe de quatro filhos, Ivonete de Oliveira Bresolin tem um amor igualmente grande por cada um deles e uma história muito forte de tragédia e superação na família.

Ivonete se tornou mãe pela primeira vez com a filha que na atualidade tem 28 anos, Taiara Patricia Bresolin. “A Taiara foi uma benção. As pessoas falam que filho não segura casamento, que pesa a relação, mas não para nós. Ela sempre foi o nosso pilar”, conta ela. Depois de algum tempo, a família ficou um pouco maior com a chegada da segunda filha, Talita Vitoria Bresolin, hoje com 17 anos.

 

Momento de perdas

Com as duas meninas já crescidas, Ivonete engravidou novamente. Sua irmã, Marlene de Oliveira, também estava esperando um filho e já tinha um menino de 11 anos chamado Vitor. Um dia, Ivonete sentiu uma dor forte na barriga e perdeu a criança. Enquanto chorava na janela, sua irmã Marlene veio e disse para ela não sofrer, que Deus poderia estar reservando algo no futuro e que era preciso aceitar a vontade dele.

Não muito tempo após perder a criança, Ivonete teve outra grande perda. Sua irmã faleceu horas depois do nascimento do segundo filho, Enzo. O fato trágico aconteceu em dezembro de 2017, e teve grande repercussão da cidade. A família questionou o atendimento prestado a Marlene, a Polícia Civil instaurou inquérito e o caso foi parar na justiça. “Quando ela estava saindo do hospital para ser transferida, ela me enxergou e estava toda entubada. Tirou aquilo do rosto e olhou para mim, como se pedisse para eu ficar com os filhos dela”, recorda Ivonete, emocionada.

 

A cura por meio do afeto

O filho mais velho de Marlene, Vitor Hugo de Oliveira, com 11 anos na época, pediu para ir morar com Ivonete e seu marido Claudionei. O casal não hesitou em adotar Enzo e Vitor imediatamente, oferecendo-lhes um lar no momento em que mais precisavam de apoio. “Para mim, ela deixou eles de presente, eles são tudo na nossa vida. Na época foi uma mudança bem drástica, porque a Talita e a Taiara já estavam grandes e tivemos que lidar com o luto do Vitor, além de cuidar de um bebe recém-nascido”, conta a mãe.

Maternidade e família

Dessa grande dor, uma nova e linda família foi construída, sempre lembrando com carinho de Marlene por meio de retratos espalhados pela casa e histórias. O pequeno Enzo de Oliveira Enzweiler, hoje com quatro anos, conta como nasceu. “A mamãe ‘Pire’ está lá no céu. A mamãe ‘Pire’ tinha o Enzo na barriga dela, daí o Enzo caiu bem alto e não machucou nada. Daí você ficou feliz que eu voltei?”, diz ele, dirigindo a palavra para sua mãe Ivonete.

De acordo com Ivonete, um dos motivos que fez tudo dar certo no final foi o apoio incondicional do marido, Claudionei Bresolin, que é um pai e marido dedicado. Para ela, “a maior dádiva que Deus deixou para a mulher é a possibilidade de ser mãe, e ver a cama cheia com todos os quatro filhos assistindo a um simples filme, escutar as risadas deles e sentir o amor que todos têm pela família, faz qualquer esforço valer a pena”.

 

O que significa ser mãe para você?

– Ser mãe é sofrer e amar o tempo todo. Porque tu amas tanto teus filhos, que tem medo da doença, quando está feliz tu tem medo da felicidade porque não quer que nada abale eles. Penso que a maior dádiva que Deus deixou para a mulher é a possibilidade de ser mãe. Não existe amor maior. Quando tu vira mocinha, começa a namorar e diz que está apaixonada, não tem nem noção do que está falando. Só vai se apaixonar de verdade o dia em que tiver um filho, e realmente vai ver o que é o amor. Quando eles estão doentes, de noite todo mundo dorme, menos a mãe. A noite de sono da mãe é quando todo mundo está bem e dentro de casa. Quando minha filha mais velha saiu de casa parecia que estavam arrancando um pedaço de mim, que eu estava perdendo uma coisa minha. Tu tens que preparar eles para o mundo, mas quando eles finalmente vão, é bem difícil – afirma Ivonete.


› Compartilhe

GALERIA DE FOTOS

  • Instagram
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela