Conheça a bela história dos pais Platão e Rafael

08/08/2021
Platão e Rafael com os filhos Rafael e João Pedro

Platão e Rafael com os filhos Rafael e João Pedro

Platão Gonçalves Terra Neto e Rafael Júnior Pires Terra estão completando 15 anos juntos e sempre falaram em ter filhos. A adoção não era uma possibilidade há alguns anos, mas depois de uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que liberou o casamento entre casais gays, eles conseguiram se casar em 2014, sendo o primeiro processo deste tipo no Fórum de Dois Irmãos.

Com a união, ficou mais fácil fazer o processo de adoção, por serem um casal oficialmente. Todo o processo demorou três anos e meio e os dois filhos do casal, Rafael Josué Graeff Terra e João Pedro Graeff Terra, vieram morar com eles no dia 25 agosto de 2018. O processo demorou não por causa da documentação, mas sim porque na cidade não existem abrigos. Como Platão e Rafael são de Dois Irmãos, os casais que eram residentes de cidades com abrigos tinham prioridade na adoção.

Os meninos eram da cidade de Santo Ângelo. “No começo tu fica na expectativa de saber como vai ser a reação dos guris, mas foi bem tranquilo. No início, a gente saia para passear. Na segunda vez, a gente foi para um hotel fazenda e conheceu as missões; fizemos alguns passeios também. Passaram duas semanas e depois fomos buscar eles”, recorda Rafael.

 

Nosso lugar

O filho Rafael conta que achou meio diferente, e João diz que achou legal. “Antes a gente não tinha a nossa casa. A gente ficava durante um tempo na casa das pessoas até encontrar uma família de verdade. Depois que eles nos encontraram, a gente sabia que aqui era o nosso lugar”, diz Rafael, que foi adotado quando tinha 11 anos; João tinha 8 anos na época.

O casal optou por crianças maiores por trabalharem bastante como professores, e escolheram os dois para que eles fizessem companhia um ao outro. “Apesar de sermos pais deles, quem lembra deles desde sempre são eles dois. Conhecemos eles depois de um tempo, mas o João sempre viveu com o Rafael, sempre estiveram juntos”, destaca Platão.

Eles chegaram numa sexta-feira à noite e no domingo Rafael e Platão já fizeram uma festa com a família e apresentaram os meninos para eles, que apoiaram a decisão. Platão ganhou seis meses de licença maternidade e isso ajudou para a família conseguir se conhecer melhor.

 

Atenção e aprendizado

Para Platão, ser pai é estar atento. “Isso de estar atento é uma coisa que está muito presente para mim, estar muito atento mas sem sufocar”, diz. Para Rafael, ser pai é um aprendizado constante. “Não é só estar junto, sair para passear e brincar de vez e quando. É preciso ver as necessidades e ser um pouco mais firme também”, acrescenta.

Ambos se dedicam muito para que os filhos mantenham o hábito da leitura e para que reduzam o uso de aparelhos eletrônicos, assim como façam atividades extracurriculares que ajudem no desenvolvimento e sejam do interesse dos meninos.

 A família deles é a prova viva de que amor e cuidado não precisam seguir um padrão e de que ser pai é, acima de tudo, estar presente. “No geral, não muda muito de famílias onde comumente se encontra um marido, esposa e filhos biológicos; só muda a origem”, conclui Rafael.

 

(Reportagem de Giordanna Benkenstein Vallejos)


› Compartilhe

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Decoração do Natal dos Anjos começa a ganhar as ruas de Dois Irmãos

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
25/10/2021SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela