Com mais 25 mortes por Covid, RS atinge maior média móvel desde março

10/06/2022
Fonte: g1 RS

Fonte: g1 RS

O Rio Grande do Sul registrou mais 25 mortes por Covid-19 nesta quinta-feira (9), levando a média móvel de óbitos pela doença a 18 por dia, o maior índice desde o final de março. Quase todas as mortes aconteceram em junho, a não ser cinco registros de maio cuja notificação estava pendente. Na comparação com 14 dias atrás, quando a média móvel era de nove óbitos diários, o indicador aumentou 200%. A tendência é de alta.

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul informou ainda mais 5.105 infecções por coronavírus, somando 2.475.484 casos conhecidos em toda a pandemia no estado. O RS contabiliza 30.581 pessoas em recuperação. São pessoas com o vírus ativo no organismo, número que equivale a 1% do total de casos conhecidos no estado. Outras 2.405.070 pessoas são consideradas recuperadas (97%). A taxa de letalidade aparente, que é a proporção de mortes entre casos conhecidos, é de 1,6%. Na última semana, a média diária de casos foi de 4.120 novas infecções. O indicador recuou 16% na comparação com duas semanas atrás, quando a média de casos era de 4.904 novos registros por dia. Mesmo assim, a variação é considerada queda.

 

Hospitalizações

Nos leitos clínicos, o estado atende 769 pessoas com Covid ou a suspeita da doença. São três pacientes a mais do que no dia anterior. Ainda assim, a ocupação de vagas é superior ao dobro da lotação observada entre o final de abril e o início de maio, quando as enfermarias atendiam cerca de 300 pacientes. Já a taxa de ocupação dos leitos de UTI no Rio Grande do Sul caiu para 73%, com 1.844 pacientes em 2.495 vagas. Entre eles, há 207 pessoas com coronavírus ou a suspeita da doença, representando 11% do total de internados em terapia intensiva, dois pontos percentuais a menos do que no dia anterior. Em Cachoeira do Sul, os leitos de terapia intensiva vinculados ao SUS apresentam superlotação, enquanto Passo Fundo e Pelotas têm leitos privados com ocupação acima do limite.

 

Vacinação

O vacinômetro mostra 5.199.191 pessoas, ou seja, 45,1% da população com o esquema com três doses ou duas, para quem recebeu a primeira da Janssen. Além disso, outras 209 mil doses adicionais foram aplicadas em pessoas com baixa imunidade e outras 543 mil, como segundo reforço (quarta dose). Entretanto, 2,78 milhões de pessoas estão com o reforço em atraso, além de 711 mil que sequer completaram o esquema vacinal primário.


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

COLUNAS

Na madrugada

Na madrugada

Escritores locais   06/07/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela