“Hoje é o que eu gosto de fazer. Nossa vida é isso, é pizza”, diz pizzaiolo Ariel

10/07/2021
Ele atua na profissão há cinco anos

Ele atua na profissão há cinco anos

Ariel Rodrigo Rubenich começou a trabalhar como pizzaiolo há cinco anos. Antes, ele trabalhava no setor calçadista e buscou nas pizzas uma renda extra nos finais de semana. Ariel aprendeu com a experiência, então começou com a função de assar as pizzas, depois passou a montá-las e a fazer a massa também.

Ele tinha três empregos e perdeu os três durante a pandemia. Sua esposa, Francieli Cristina Recktenwald, que estava há 11 anos na Calçados Wirth, também perdeu o trabalho. Como os dois estavam sem renda, decidiram fazer pizzas congeladas para vender. “Foi aí que começou a Franari. Fizemos pizzas congeladas e juntamos nossas iniciais de nomes: Fran e Ari”, conta.

Fran e Ariel começaram vendendo em média 30 pizzas por semana, e chegaram a vender 400 por mês. Os clientes pediram bordas diferenciadas, então eles fizeram as bordas vulcão e caracol. “Nosso diferencial eram as bordas e porque vendíamos pizzas resfriadas e não congeladas, já que fazíamos e no mesmo dia entregávamos”, diz Ariel.

Posteriormente, o antigo dono da Due Fratelli vendeu a pizzaria para o casal e no dia 9 de março de 2021 eles decidiram abrir o Franari sem inauguração, em respeito à pandemia. Ariel conta que nunca havia pensado em ser pizzaiolo “Eu nunca pensei que seria pizzaiolo, sempre trabalhei com o calçado. O que me fez virar pizzaiolo foi à vontade de ter algo a mais; só trabalhar na firma não adiantava para conquistar meus sonhos”, explica.

Para ele, o ponto positivo da profissão é a interação com as pessoas e aprender a lidar com a culinária, passando para elas um alimento limpo e saboroso. Em relação aos pontos negativos, ele cita que é uma área estressante, porque ele precisa entregar todos os pedidos no horário certo, o que gera uma certa pressão.

Apesar dos impasses, Ariel se diz feliz sendo pizzaiollo e afirma: “Hoje é o que eu gosto de fazer. Nossa vida é isso, é pizza.” Ele se emociona com lágrimas e acrescenta: “Eu sou muito humilde. Eu sei de onde eu vim. Nós podermos ajudar nossa família e nossos amigos é uma satisfação enorme também. E eles ajudam a gente, então só temos a agradecer”.


› Compartilhe

GALERIA DE FOTOS

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Um bom lugar para um ninho de passarinho (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela