Unesco reconhece Caminhos dos Cânions do Sul como geoparque global

14/04/2022
Fonte: GZH

Fonte: GZH

Quase três anos após enviar seu dossiê de candidatura, o Caminhos dos Cânions do Sul recebeu o selo de geoparque global da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) nesta quarta-feira (13). Com o reconhecimento de território de relevância geológica internacional, a área formada por sete municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina passa a integrar oficialmente a Rede Global de Geoparques, composta por outros 176 locais de 46 países.

A decisão foi anunciada após uma sessão do Conselho Executivo da Unesco, realizada em Paris (França), que aprovou um total de oito novos geoparques, incluindo mais um brasileiro: o Geoparque Seridó, no Rio Grande do Norte. Com isso, o Brasil passa a ter três locais com esse reconhecimento internacional — o primeiro foi o Geopark Araripe, no Ceará, que recebeu o selo em 2006. 

O território dos Caminhos dos Cânions do Sul abrange uma área 2.830 km², com cerca de 74 mil habitantes das cidades de Cambará do Sul, Mampituba e Torres, no Rio Grande do Sul, e de Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande, em Santa Catarina. De acordo com o Consórcio Intermunicipal, que é responsável pela gestão do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul, a chancela da Unesco insere a região no mapa dos destinos que são exemplos de gestão com foco no desenvolvimento sustentável, abrindo portas para novas oportunidades de cooperação com os outros geoparques mundiais. 

Carlos Souza, presidente do Consórcio Intermunicipal e prefeito de Torres, comenta que o selo reconhece a trajetória construída ao longo de 15 anos e traz um novo olhar sobre o potencial turístico da região, destacando sua importância para o mundo. Ele ressalta que a conquista é resultado da mobilização de diferentes lideranças, pesquisadores, educadores, estudantes, instituições parceiras e empreendedores, da equipe técnica e de todos que acreditaram no projeto. 

Os outros locais reconhecidos nesta quarta estão distribuídos entre seis países: Alemanha, Suécia, Luxemburgo, Romênia, Finlândia e Grécia. Os oito novos geoparques serão apresentados pela Unesco em 21 de abril, durante um evento virtual de boas-vindas que poderá ser acompanhado ao vivo pela internet. A transmissão ocorre a partir das 9h pelo canal Global Geoparks Network, no YouTube.

 

O que é um geoparque?

Geoparque é um território com limites definidos e com uma estratégia de desenvolvimento sustentável. É um local com relevância geológica internacional, incluindo bens naturais e culturais, que é promovido com foco na conservação da natureza, na educação para a sustentabilidade e no desenvolvimento econômico por meio do turismo. Os geoparques também podem fortalecer a identificação das pessoas com esses territórios e estimulam novas oportunidades de desenvolvimento econômico sustentável.

Além de reafirmar o compromisso da promoção desses territórios, os dossiês enviados são compostos de autoavaliações de elementos, como a geologia, a educação, a informação e o desenvolvimento local sustentável. É a partir das informações indicadas nos relatórios que a Unesco, em uma visita presencial, avalia aspectos e características que justificam o título de geoparque. A designação, entretanto, não é permanente. A cada quatro anos, eles passam por um processo de revalidação, a fim de garantir que seguem cumprindo os requisitos do Programa de Geoparques da Unesco.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • Instagram

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela