Roger Machado é apresentado, se diz mais maduro e fala sobre desafio de tirar o Grêmio da Série B

15/02/2022
Fonte: ge

Fonte: ge

Foi iniciada oficialmente a terceira Era Roger Machado no Grêmio, a segunda como treinador. Lateral multicampeão pelo clube nos anos 1990, o técnico foi apresentado na manhã desta terça-feira e concedeu entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho. Ele retorna cinco anos e cinco meses depois no lugar de Vagner Mancini, demitido na segunda-feira.

O novo técnico foi apresentado ao lado do presidente Romildo Bolzan e do diretor de futebol Sérgio Vasques. Aos 46 anos, Roger afirmou estar feliz por “voltar para casa” e se disse mais “maduro” e preparado para encarar os desafios do atual momento do clube, na Série B do Campeonato Brasileiro.

– Confesso que desejei muito esse momento e o clube sempre esteve entre minhas prioridades. São 30 anos de futebol e quase 20 ligados ao clube. O momento é especial, de retorno. Cinco anos depois de ter saído e quase sete depois de ter chegado. Mais experiente e pronto para contribuir com o clube. Seremos muito felizes por estes anos. Vamos precisar contar com o torcedor, que é envolvido com o clube. É um momento muito feliz da minha trajetória e voltar para casa é muito bom – afirmou o técnico.

O técnico elogiou o trabalho de Vagner Mancini, que deixou o clube invicto, na liderança do Campeonato Gaúcho, e prometeu continuidade, mas com suas próprias ideias e metodologias.

 

Modelo de jogo

Em sua primeira passagem no Grêmio, de maio de 2015 a setembro de 2016, Roger ficou marcado por implementar um modelo de jogo baseado na posse de bola, troca de passes e aproximação, repetido, com mais ou menos semelhanças, pelos treinadores que vieram depois dele. Questionado se manteria o mesmo estilo, o técnico disse que isso dependeria das características dos jogadores do elenco, mas prometeu uma equipe competitiva.

– Eu preciso trabalhar em cima do material humano que tenho à disposição. Lá atrás, a opção por aquele modelo foi porque tínhamos jogadores que se adaptavam rápido àquele modelo. Se eu puder fazer algo semelhante, será feito. Mas encontrar a forma certa em cima dos jogadores que tenho é tão determinante para fazer o trabalho. Precisamos trabalhar com os atletas suas características. Mas algo importante é que preciso encontrar a posição que o jogador esteja à vontade. É a posição que escolhe o atleta. Isso levo em consideração na hora de definir o modelo de jogo – explicou.

 

Convidado em 2021

O técnico também confirmou que foi procurado pelo Grêmio em 2021, após a saída de Luiz Felipe Scolari, e disse que não aceitou o convite à época por conta de questões familiares e profissionais, não por causa do momento vivido pelo clube, na luta contra o rebaixamento.

– Eu tive um contato, fui procurado pelo Grêmio quando saí do Fluminense. Expliquei ao presidente minhas razões. É uma ética da minha função. O Grêmio sempre foi um desejo de voltar. Mas estar aqui esse ano e não ter voltado ano passado diz muito como encaro minha profissão. Não foi pelo momento do Grêmio, foi por outros motivos e que hoje me trazem aqui e apontam meu desejo de ajudar o clube. Queria muito que ficasse na primeira divisão. Precisamos reconstruir e colocar o clube de volta à primeira divisão. Vai ser duro, mas temos condição de vencer e trilhar um caminho de vitórias. Fui procurado, expliquei ao presidente os fatores, que estava me dedicando à minha família. Mas agora estou aqui de corpo e alma e coração – declarou.

 

Estreia será no sábado

O novo técnico viaja amanhã para Frederico Westphalen, onde o time encara o União Frederiquense, na quarta-feira, pela 7ª rodada do Gauchão. O time, no entanto, será comandado pelo técnico da transição, César Lopes. A estreia de Roger será no próximo sábado, contra o São Luiz, na Arena.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • Instagram

COLUNAS

Melhor seguir filtrando

Melhor seguir filtrando

Pitter Ellwanger   01/07/2022

Playlist #48

Playlist #48

Pitter Ellwanger   01/07/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela