Rio Grande do Sul chega a 36,3 mil mortes por Covid-19

16/12/2021
Fonte: g1 RS

Fonte: g1 RS

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul registrou mais 23 mortes por Covid-19 nesta quarta-feira (15). Conforme a pasta, a maioria delas ocorreu entre 5 e 14 de dezembro, exceto duas de meses anteriores. Assim, o Estado chega a um total de 36.320 vítimas do coronavírus desde o início da pandemia. A média móvel de mortes da última semana é de 11 registros diários, 42% menos do que o observado há 14 dias, quando a média móvel foi de 19 mortes diárias — o que confirma a tendência de queda.

A secretaria identificou ainda mais 106 infectados pelo coronavírus. Com eles, o RS soma 1.499.084 casos confirmados da doença desde o começo da pandemia e se aproxima de 1,5 milhão. Do total, 1.460.867 (97,4%) são considerados recuperados, 1.796 (0,2%) estão em acompanhamento, e a taxa de letalidade é de 2,4%. A média móvel de casos, assim como a de mortes, está com tendência de queda. Foram 260, em média, nesta semana, 64% a menos do que há 14 dias.

 

Vacinação

O vacinômetro da SES não é atualizado desde a última quinta-feira (9). Conforme a SES, ainda não há acesso ao banco de dados do Ministério da Saúde sobre as doses aplicadas. O Rio Grande do Sul registrou, até quinta, 7.997.283 pessoas com o ciclo vacinal completo com as duas doses das vacinas CoronaVac, Pfizer e AstraZeneca ou a dose única da Janssen. O contingente representa 69,7% da população do RS. Com a dose de reforço, são 1.370.365 pessoas ou 11,9% da população. A primeira dose já chegou a 8.904.911 pessoas (77,6%).

O consórcio de veículos de imprensa utiliza dados atualizados do IBGE e considera imunização completa apenas com ambas as doses ou a vacina da Janssen. Logo, os dados podem diferir levemente dos levantamentos oficiais das secretarias de Saúde.

 

Leitos

A taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva se mantém em 55%, com aos mesmos 1.765 pacientes em 3,2 mil vagas das últimas 24h. As instituições privadas têm lotação de 72% dos leitos, enquanto os hospitais públicos trabalham com ocupação de 50%. Dos internados em leitos de UTI, 18% têm Covid ou a suspeita da doença e 82% estão hospitalizados por outros motivos.

Das 21 regiões do estado, três seguem com superlotação das vagas de UTI privadas: Pelotas, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul. Já Passo Fundo, Porto Alegre e Novo Hamburgo estão acima de 80%. Nas demais regiões, há vagas disponíveis, bem como nos leitos SUS.


› Compartilhe

  • JDI digital

COLUNAS

Ruminações ranzinzas

Ruminações ranzinzas

Pitter Ellwanger   05/08/2022

Playlist #53

Playlist #53

Pitter Ellwanger   05/08/2022

Ruminações nervosas

Ruminações nervosas

Pitter Ellwanger   29/07/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela