Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares comemora 60 anos de história

19/09/2023
Diretoria atual do sindicato

Diretoria atual do sindicato

Nesta terça-feira, dia 19 de setembro, o Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Dois Irmãos e Morro Reuter completa 60 anos de fundação. A data histórica foi celebrada com um belo evento na AECB União, em Dois Irmãos, prestigiado por associados, colaboradores, fornecedores, parceiros e autoridades.

Presidente do Sindicato, Pedro Joãozinho Becker agradeceu a todos que fazem parte da história da entidade, ressaltando, principalmente, aqueles que lutaram pela fundação da mesma, com o objetivo de lutar por melhorias para quem vive da agricultura. Pedro também agradeceu à Emater, às prefeituras de Dois Irmãos e Morro Reuter, ao Sicredi e ao Banrisul, assim como aos seus demais parceiros. “Sozinhos, não fizemos nada”, disse ele, citando, de forma especial, os associados. “Que possamos nos manter unidos e seguir em busca dos 70, 80 anos do sindicato. Obrigado por estarem aqui e acreditarem no trabalho desta diretoria”, concluiu.

Representando as Líderes de Base do Sindicato, a associada Elsa Eva Bender destacou a coragem daqueles que deram início ao movimento sindical no município e ressaltou a atuação de todas as diretorias nestes 60 anos de história. “Nosso reconhecimento a todas as diretorias que sempre trabalharam e lutaram com coragem e esforço, dando assistência aos sócios, sempre visando o bem de todos e defendendo a categoria”, disse ela.

 

Autoridades enalteceram união entre agricultores e sindicato

Prefeito de Dois Irmãos, Jerri Meneghetti destacou que o sindicato é um grande parceiro da administração municipal. “O propósito do município é fomentar a economia local, é trabalhar com o social, e o sindicato sempre está ao lado, seja através das diversas iniciativas que se tem para apoiar o produtor rural, seja nos nossos eventos”, disse ele, parabenizando a entidade. “Falar da história do sindicato é falar, sem dúvida nenhuma, de todos os agricultores de Dois Irmãos e Morro Reuter, e falar dessas pessoas é o mesmo que falar da nossa história, porque foi baseado na agricultura que construímos as nossas cidades; foi com base na agricultura que construímos sociedades prósperas, uma região que se destaca em termos de desenvolvimento e iniciativas inovadoras. Temos uma região pujante, que foi construída com base na agricultura”, reforçou.

Secretária de Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo de Morro Reuter, Sônia Feldmann destacou a luta e persistência dos produtores rurais e do sindicato em prol de melhorias no setor e parabenizou a todos. “Que bom que tiraram o dia de hoje para se encontrar, abraçar, conversar e comemorar o aniversário do nosso sindicato”, completou.

Presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG-RS), Carlos Joel da Silva também esteve presente e fez menção a todas as lideranças que já passaram pela entidade, ressaltando conquistas celebradas nestes 60 anos, como a aposentadoria e os financiamentos agrícolas. “Essas conquistas só ocorreram graças ao trabalho e mobilização de vocês”, disse ele, se referindo à diretoria, lideranças e associados.

O deputado estadual Elton Weber destacou a importância da data. “É um dia muito especial, pois comemoramos os 60 anos de uma entidade que representa os agricultores. É um dia de festa”, disse ele, se referindo de maneira especial aos associados. “O sindicato só existe porque existem os sócios”, destacou, parabenizando o trabalho realizado pela entidade no município. “Felizes dos prefeitos que têm um sindicato como o de vocês”, completou, elogiando a atuação da diretoria e a estrutura física da entidade.

 

*

 

A HISTÓRIA

O Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Dois Irmãos e Morro Reuter tem a trajetória marcada pela luta em defesa aos homens e mulheres que exercem a atividade de agricultor.

A fundação é resultado de inúmeras reuniões, com intuito de unir forças para buscar melhores condições de trabalho e reconhecimento social. No dia 19 de 1963, no Salão Social da Sociedade Santa Cecília, pequenos proprietários, liderados por Ari Gribler e Roque Guerino Klauck, aprovaram a fundação do Sindicato. Naquele dia, foi eleita e empossada uma diretoria provisória, composta por: Cirilo Berlitz (Presidente), Fridolino Pilz (Secretário), Urbano Berlitz (Tesoureiro), Afonso Rohr, Arnildo Reinheimer, Urbano Berlitz (Suplentes da Diretoria), Edgar Scholl, Lino Büttenbender, Hugo Schneider (Conselho Fiscal), Arthur Zimmer, Urbano Knorst e Armando Vier (suplentes do Conselho Fiscal). Naquela época, faziam parte os municípios de Dois Irmãos, Morro Reuter e Santa Maria do Herval.

O reconhecimento como Entidade Sindical pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social, ocorreu em 24 de agosto de 1965, através da Carta Sindical, assinada pelo então Ministro do Trabalho e Previdência Social, Arnaldo Lopes Sussekind, tornando a Entidade Oficial.

A primeira sede do sindicato foi na Av. São Miguel, nos fundos da atual sede. A sede própria foi inaugurada em 25 de agosto de 1974. Um prédio amplo, com instalação de ambulatório médico e gabinete dentário, que devido às exigências legais e de saúde pública, passaram a ser conveniadas. Em 1983, foi cedida uma sala para funcionamento da Emater e facilitar o acesso dos agricultores a extensão rural com o propósito de difundir novas tecnologias para a agricultura.

Em 15 de janeiro de 1966 foi empossada a Primeira Diretoria, eleita em 18 de dezembro de 1965: Presidente: Aloysio Serilo Berlitz; Secretário: Fridolino Theobaldo Pilz; Tesoureiro: Urbano Lehnen; Suplentes da Diretoria: Urbano Berlitz, Arno Görgen e Arthur Zimmer; Conselho Fiscal: Lino Büttenbender, Affonso Olbermann e Arno Eich; Suplentes do Conselho Fiscal: Bruno Büttenbender, Evaldo Schneider e Arnildo Reinheimer; Delegação Federativa: Arno Colorio, Affonso Sidegum e Jacob Oscar Schneider; Suplentes da Delegação Federativa: Urbano Weber, Claudio José Schnorr e Arlindo Morbach.

Em 26 de novembro de 1967, foi aprovado o primeiro Estatuto do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Dois Irmãos e com ele a obrigatoriedade de a cada quatro anos a renovação da Diretoria.

Os anos seguintes foram de lutas e conquistas, idas e vindas a Porto Alegre e Brasília, nas mobilizações da FETAG, para incluir seus direitos na Lei Maior, Constituição Federal, o reconhecimento da profissão para agricultores e agricultoras. Graças a união e força tiveram reconhecidos pela Constituição Federal de 1988, a profissão, o direito a aposentadoria (para o homem, 60 anos de idade, e mulher 55 anos de idade), a pensão por morte, o salário, maternidade, auxílio-doença e aposentadoria por invalidez.

 

DIRETORIA ATUAL

Presidente: Pedro Joãozinho Becker

Vice-Presidente: Vera Zimmer

Secretária: Laura Helena Arnold

Tesoureiro: Alfredo Lehnen

Suplentes de Diretoria: Lisete Klauck Schneider, Humberto Kraemer, Renita Inêz Stoffel Immig e João Ismael Henrich

Conselho Fiscal Efetivos: Ismael Deimling, Inês Claudete Berlitz Boll, Romaldo Espig e Maria Lori Fuhr

Suplentes do Conselho Fiscal: Samanta Boufleur, Loidi Zummach, Plinio Ignacio Boll e Irineo Alsemiro Muller


› Compartilhe

GALERIA DE FOTOS

  • JDI digital
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

O Natal dos Anjos de Dois Irmãos foi destaque no programa Bom Dia Rio Grande (RBS TV) desta sexta-feira, dia 22 (Foto: Divulgação)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2024, Todos os direitos reservados Agência Vela