Paulino Renz questiona escolha para Secretaria da Saúde; situação defende

20/05/2022
(Foto: Divulgação / Câmara)

(Foto: Divulgação / Câmara)

Na sessão de segunda-feira (16), Paulino Renz (PDT) questionou a escolha do colega Nilton Tavares (PP) para a Secretaria da Saúde. Ele também criticou a lotação de cargos com políticos da situação, citando os casos do ex-prefeito Renato Dexheimer e do ex-vereador Paulinho Quadri, ambos do MDB, que estão na Secretaria de Serviços Públicos.

– Com todo respeito ao ex-vereador Tavares, o que mais me deixou indignado é colocar um cara da segurança para ser secretário da Saúde. É como eu falei dias atrás: quando joga no meu time, não interessa a posição. O que dói mais para o vereador Paulino e para o povo é que dizem que não têm dinheiro para levar as pessoas para fazer exame em Sapiranga, que não podem levar todos. Isso é vergonhoso – protestou.

A base governista reagiu.

– Paulino, eu te respeito muito, mas tu sempre gosta de usar a expressão ‘vergonhoso’. Na época em que vocês eram situação, quantos candidatos de vocês que não tiveram sucesso nas urnas foram promovidos a secretário? Cada administração tem a equipe em que confia – comentou Sergio Kroetz (PP).

Elony Nyland (MDB) destacou que Tavares permanece vereador, porque foi eleito, mas no momento está licenciado.

– Muitos podem ser contrários a essa indicação, mas quando nos informamos melhor do assunto, muitas vezes mudamos de opinião. O secretário da Saúde precisa ser bem assessorado junto ao pessoal que lá trabalha, resolver problemas e administrar as pessoas; isso com certeza o secretário Tavares sabe fazer muito bem, e vai fazer um belíssimo trabalho. Vai terminar os dois anos deste governo na secretaria e vai receber muitos elogios – afirmou.

O presidente Ramon Arnold (PP) também defendeu a escolha.

– Quando a gente vê uma pessoa que administra bem sua família, administra bem seu trabalho, foi reconhecido pelo trabalho que fez na Brigada Militar, faz um trabalho voluntário espiritual muito importante, de coração; se ele administra todos esses pontos bem, ele vai administrar a Secretaria da Saúde bem – declarou.

No espaço de líder, Paulino voltou à tribuna.

– Eu, aqui nesta casa, falo por mim, e nenhum vereador vai botar palavras na minha boca. Quando eu venho aqui falar, eu sei do que estou falando. Torço para que o vereador Tavares dê certo – falei ex-vereador, até peço desculpas –, mas o Elony disse que não aceitaria ser secretário da Saúde porque não é dessa área; quer dizer, tu inverte as coisas – disse ele, antes de concluir: – Eles não têm medo do governo; se ‘cair’, o prefeito vai lá e bota eles de novo. Eles vêm aqui e falam o que acham melhor; o vereador Paulino fala uma coisa para defender o povo, daí vêm três, quatro vereadores pra cima.

 

*

Vereador pede atenção para a situação de ruas e calçadas

Sergio Kroetz (PP) cobrou melhorias em algumas ruas de Dois Irmãos.

– Mesmo sendo vereador da situação, jamais irei me calar quando as coisas não andam bem. Eu sei que a nossa cidade está num patamar acima de várias cidades da região, em nível estadual e até nacional, mas hoje em dia o que eu vejo como um dos maiores problemas no município diz respeito a pavimentação e calçadas. As ruas que foram feitas com pedras irregulares estão praticamente intransitáveis. Sei que a administração não está medindo esforços para melhorá-las, que várias ruas foram recapeadas meses atrás, mas ainda é pouco, pois recebo várias reclamações de gente falando ‘por que fizeram aqui e não fizeram lá’; o problema é que o dinheiro não dá para todas – comentou.

A respeito das calçadas, ele lembrou o anteprojeto apresentado pelo colega Ramon Arnold (PP) no ano passado.

– Quanto às calçadas, nós temos que estar mais em cima disso. Não adianta eu deixar minha calçada em perfeito andamento e o vizinho não estar nem aí para a situação. Se esse vizinho não tem o dinheiro no momento, que se dê um prazo, mas no período desse prazo o morador tem que se comprometer em deixar a calçada pelo menos transitável. Então, que se dê uma pressionada no Executivo para esse projeto sair do papel – declarou Kroetz.

Ramon frisou que o anteprojeto vai como uma indicação ao Poder Executivo.

– Tem muita gente se queixando das calçadas. Quando venho de Novo Hamburgo do meu trabalho, eu passo pela (Estrada) Campo Bom e vejo aquelas pessoas, agora em dias escuros, caminhando no meio da rua. O dia em que nós perdermos uma vida ou que uma pessoa for atropelada, a gente vai olhar com outros olhos. Pedi para o João (Jordan da Silva, secretário de Planejamento e Sustentabilidade) avançar com o projeto, mas ele comentou que hoje as casas, para terem habite-se, precisam ter calçada, e as pessoas estão reclamando disso. Eu acho que essa lei é fundamental, porque se a gente quer uma cidade organizada e ordeira, precisa primeiro pensar nos pedestres, para depois pensar nos carros. Portanto, vai construir tua casa, construa calçada para circulação pública – afirmou o presidente.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • JDI digital

COLUNAS

POR ONDE ANDA?

POR ONDE ANDA?

Alan Caldas   08/05/2024

FOTOS DO DIA

O Natal dos Anjos de Dois Irmãos foi destaque no programa Bom Dia Rio Grande (RBS TV) desta sexta-feira, dia 22 (Foto: Divulgação)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2024, Todos os direitos reservados Agência Vela