“O povo se vê protagonista da sua história”, diz prefeita Carla Chamorro

21/03/2022
Emancipação de Morro Reuter completou 30 anos neste domingo

Emancipação de Morro Reuter completou 30 anos neste domingo

Morro Reuter é um município acolhedor, conhecido pelo aroma das lavandas que emana de seus canteiros e plantações. Com suas belezas naturais, gastronomia única e tranquilidade, a cidade tem se destacado como um destino turístico, especialmente para aqueles que querem uma alternativa à Serra gaúcha ou à capital e desfrutar dos encantos da cultura germânica no interior.

Em 1956, Morro Reuter era um distrito subordinado a São Leopoldo. Mais tarde, em 1959, foi transferido de São Leopoldo para constituir o novo município de Dois Irmãos. Foi no dia 20 de março de 1992 que Morro Reuter passou a ser um município emancipado e começou a criar uma identidade própria. Em celebração a esses 30 anos de uma bela história, a prefeita Carla Chamorro fala um pouco da história e dos projetos da administração municipal.

 

Como foi o processo de emancipação de Morro Reuter?

Prefeita Carla – Fui a primeira secretária municipal de Educação, Cultura e Saúde. Então, acompanhei, nesses 30 anos, toda a trajetória do nosso município. Penso que ele, gradativamente, foi conquistando sua independência, tanto política quanto econômica. É importante destacar o apoio que o município mãe (Dois Irmãos) ofereceu.

 

Em quais áreas a cidade se destaca?

Prefeita Carla – Estamos construindo uma identidade, mas ela é uma identidade plural, pois a economia é composta de segmentos variados. Temos um grande destaque na área do turismo, com a privilegiada localização geográfica, as belezas naturais e a gastronomia de altíssima qualidade. Atrela-se a isso a atuação agrícola e o cultivo de lavandas, que ganham destaque para além das fronteiras do município. Morro Reuter é formada por pessoas que acolhem, e esse acolhimento é identificado pelos turistas que aqui passam. Temos também um incentivo na área da leitura, da cultura e das artes, com muitos artistas que escolheram o município para se estabelecer.

 

Qual a importância da lavanda para o município?

Prefeita Carla – A produção de lavanda está atrelada ao turismo e também à agricultura. Gradativamente estamos conseguindo aumentar o número de pessoas que estão investindo na planta que tem forte apelo turístico. No mês de janeiro, fizemos uma reunião com todas as pessoas que têm algum vínculo com a lavanda. Há vários envolvidos no plantio, na extração do óleo essencial, na aplicação desse produto e no artesanato. Juntos, decidimos que criaremos uma cooperativa. Será um grande passo de fortalecimento da lavanda como potencial econômico e turístico.

 

Em relação às metas da campanha, quais foram cumpridas e quais ainda faltam ser executadas?

Prefeita Carla – A minha intenção é cumprir tudo o que nós combinamos no plano de governo. Essa é uma administração da continuidade. Como fui reeleita, estou continuando o plano de ações iniciado no primeiro mandato. A primeira meta cumprida foi a erradicação da fila de espera por matrículas na educação infantil. Em Morro Reuter, tenho orgulho de dizer, desde que eu assumi, em 2017, que não falta vaga para creche. Também fizemos o prédio da prefeitura, o Centro de Cultura e a Biblioteca, uma obra inacabada há 21 anos que estamos concluindo agora. Além disso, são mais de 50 ruas pavimentadas, e a minha intenção é não deixar nenhuma rua sem pavimentação na área central.

Melhoramos os atendimentos na área da saúde, criando programas de melhor acolhimento à população; revitalizamos espaços públicos; retomamos atividades de cunho cultural; potencializamos ações nas áreas agrícola e turística... Enfim, muito foi feito, mas muito há por fazer. Nesses cinco anos, conseguimos muitos recursos de Brasília. Realizamos um trabalho árduo, intensivo e contínuo com deputados, e eles são nossos parceiros. Também aproximamos, por meio do diálogo, o Executivo e o Legislativo, e juntos temos trabalhado pelo progresso de nosso município.

 

Quais os pontos em que a cidade precisa avançar?

Prefeita Carla – A cidade precisa ter mais autonomia, porque existem algumas áreas de que ainda dependemos de Dois Irmãos. Queremos trazer para Morro Reuter – e já estamos trabalhando para isso – um registro de imóveis, uma delegacia de polícia, um tabelionato. Também precisamos ter mais empresas, porque isso favorece a economia e resulta em desenvolvimento. Há ainda a criação de um Plano Diretor que é um compromisso que quero iniciar este ano.

 

A que se deve a evolução de Morro Reuter nestes 30 anos?

Prefeita Carla – Penso que esses 30 anos iniciais foram construídos a muitas mãos. O que temos hoje não é fruto de trabalho individualizado, e sim é fruto de um trabalho feito por muitas pessoas. Estamos em festa, visto que nesses 30 anos construímos uma cidade acolhedora que trabalha em comunidade pela comunidade. Morro Reuter é uma cidade onde seu povo se vê protagonista de sua história, onde nos sentimos bem e onde o turista se sente acolhido.


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela