Câmeras corporais nos uniformes de policiais gaúchos poderão ser monitoradas em tempo real

23/08/2022
Fonte: GZH

Fonte: GZH

Das mil câmeras corporais para agentes de segurança no RS que vão ser implementadas até o final deste ano, 900 vão ser utilizadas pela Brigada Militar e cem pela Polícia Civil. Nesta terça-feira (23), em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha, o secretário da Segurança Pública, Vanius Cesar Santarosa, afirmou que, neste primeiro momento, os equipamentos vão ser destinados ao efetivo de Porto Alegre e Região Metropolitana.

Santarosa destacou que o processo licitatório para a compra das câmeras está em andamento e que a rápida evolução do mercado de tecnologia exige cuidado na aquisição, já que os equipamentos podem ficar defasados em poucos meses. O secretário garantiu, no entanto, que o material escolhido está adequado às necessidades do Estado e revelou que será possível monitorar, em tempo real, as ações dos agentes.

— Eu sou favorável ao uso das câmeras, mas entendo que toda mudança de paradigma gera resistência. Vamos instalar inicialmente as mil câmeras para dar mais transparência nesse sentido, para dar mais segurança tanto ao policial quanto ao cidadão — afirmou.

O secretário de Segurança Pública explicou que, pelo tamanho do investimento, seria inviável equipar de uma vez todos cerca de 30 mil agentes de segurança do Estado com as câmeras.

Vanius Santarosa também falou a respeito da investigação dos policiais envolvidos na morte de Gabriel Marques Cavalheiro, em São Gabriel. Ele afirmou que a apuração trabalha com dois objetivos: saber se houve irregularidades na abordagem; e se há necessidade de revisão do procedimento padrão da Brigada Militar.

— Ontem (segunda-feira, dia 22) foi reunida a cúpula da Brigada Militar justamente para fazer essa avaliação do procedimento padrão. Foi estudado os manuais operacionais e foi constatado que os policiais no momento da abordagem não cumpriram o que consta no procedimento — relatou.

Segundo o secretário, a análise das provas coletadas no caso é prioridade dentro do Instituto-Geral de Perícias (IGP). Não foi dado um prazo para a divulgação dos laudos periciais, mas Santarosa acredita que eles possam estar disponíveis na próxima semana.

 

Policiais investigados

Nessa segunda-feira (22), o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Cláudio Feoli, revelou, também à Rádio Gaúcha, que os policiais envolvidos no caso, que estão presos preventivamente desde sexta-feira, já haviam sido alvos de investigações internas da corporação anteriormente, inclusive por abuso de autoridade. Santarosa confirmou esta informação, mas esclareceu que, em todos os casos, eles acabaram não sendo indiciados por falta de provas.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • JDI digital

FOTOS DO DIA

Natal dos Anjos – Calçadas do Centro recebem tapete vermelho

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2023, Todos os direitos reservados Agência Vela