“O Natal dos Anjos é um evento feito por várias mãos”, diz o secretário Maicá

24/12/2021
(Fotos: Arquivo JDI)

(Fotos: Arquivo JDI)

Em 2019, nos quase 50 dias de evento, 345 mil pessoas visitaram Dois Irmãos para ver o Natal único que a cidade proporciona aos seus visitantes e moradores. Em 2020, devido à pandemia, foram restringidas as atrações artísticas e o público diminuiu. Agora, em 2021, o município espera superar o número de visitantes de 2019. Para isso, novos atrativos turísticos foram criados, a programação foi estendida, novos locais foram enfeitados e a própria decoração foi inovada.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Edson Maicá Severo, acredita que o Natal dos Anjos é diferenciado por ter o envolvimento das igrejas, das famílias e também por ser mais acessível, com diversas atrações culturais e artísticas disponibilizadas por meio de entrada franca. Em entrevista ao JDI, ele conta como é organizado um evento na proporção do Natal dos Anjos.

 

Quando iniciam as preparações para o Natal?

Maicá – Quando acaba o Natal do ano anterior já se começa a trabalhar no próximo evento. Todas as estruturas são da administração municipal. Nós temos um local específico para armazenar as decorações. Pintamos, reformamos o que é preciso e também compramos material novo, como mangueiras luminosas, piscas e festões. O Natal vai expandindo para outras ruas conforme passam os anos. Esse ano, por exemplo, foi decorado pela primeira vez o Parcão.

 

As decorações são as mesmas todos os anos?

Maicá – Estávamos utilizando até o ano passado decorações antigas de 2017 e 2018. Tem alguns materiais que acabam desbotando com o tempo e precisam ser renovados. Este ano, tivemos que fazer uma compra mais substancial de piscas, mangueiras luminosas e festões. Fizemos um maior investimento em decorações para bem receber a nossa comunidade e os visitantes. Vale acrescentar que nós temos cinco funcionários públicos que trabalham especificamente para a execução do Natal.

 

Como é feito o aporte financeiro para o Natal dos Anjos?

Maicá – O Natal é subsidiado por meio da LIC (Lei de Incentivo à Cultura) e a Lei Rouanet, o patrocínio dos empresários e a contribuição da administração pública. 

 

Como são selecionadas as atrações do evento?

Maicá – Procuramos sempre trazer apresentações novas e aquelas já consagradas no evento. Também temos atrações exclusivas do Natal dos Anjos, sempre pensando nos mais diversos públicos. No Parcão, por exemplo, a ideia é de ter mais bandas se apresentando. Nos outros espaços, a programação é bem diversificada. Além disso, temos atrações como os cortejos natalinos, que percorrem os diversos pontos do Centro.

 

Você considera o Natal de Dois Irmãos semelhante ao de Gramado?

Maicá – Eu não gosto de fazer comparações com qualquer outra cidade. O Natal dos Anjos é único e está crescendo a cada ano; trabalhamos para isso. Nosso Natal, junto ao Kerb de São Miguel, são dois eventos que estão no mapa do turismo do Brasil.


› Compartilhe

COLUNAS

Além do próprio umbigo

Além do próprio umbigo

Pitter Ellwanger   14/01/2022

Playlist #24

Playlist #24

Pitter Ellwanger   14/01/2022

Playlist #23

Playlist #23

Pitter Ellwanger   07/01/2022

FOTOS DO DIA

Na praia ou em qualquer lugar, a ordem é se exercitar (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
17/01/2022SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela