Coros se adaptam aos ensaios virtuais em Dois Irmãos

03/08/2020
Vocal Herval

Vocal Herval

Afetados diretamente pelos efeitos da pandemia, grupos culturais também vivem uma rotina completamente diferente nos últimos meses. Respeitando a orientação de evitar aglomerações e ajudar no controle à propagação do coronavírus, os ensaios migraram de espaços físicos para as ferramentas digitais. 
Em Dois Irmãos, pelo menos dois grupos vivem essa realidade: o Coral Cantares e o Vocal Herval, ambos sob responsabilidade do regente Ronei Pehls. Os ensaios virtuais iniciaram já em abril e atualmente ocorrem através do Google Meet. De acordo com Ronei, também são utilizados o Google Classroom e o Google Drive, para a postagem de conteúdos como músicas, partituras e áudios. Além disso, músicas gravadas pelos grupos estão sendo postadas nas redes sociais em uma maneira de interagir e proporcionar entretenimento à comunidade.  
Os ensaios vêm ocorrendo à noite. Os encontros do Vocal Herval ocorrem nas quartas-feiras e os do Cantares, Infanto e Adulto, nas quintas-feiras. É nestes dias que os mais de 70 cantores, que antes se encontravam para ensaiar juntos, hoje ensaiam separados em suas próprias casas. O cenário também é novo para Ronei, que já tem mais de 36 anos de carreira. “Já tinha assistido, mas nunca dado aulas virtuais”, comenta, contando que no início foi um grande desafio, tanto para ele quanto para os integrantes. “Lá no começo, muitos eram tímidos. Também se perdia certo tempo no ligar e desligar os microfones”, conta Ronei, destacando que, aos poucos, com a ajuda um do outro, os integrantes se adaptaram à nova realidade. 
Mesmo distantes fisicamente, Ronei destaca que o objetivo de manter os grupos unidos vem tendo resultados positivos. “Sinto, inclusive, que alguns integrantes se sentem mais a vontade de falar comigo. Quem diria que o virtual aproximaria regente e cantor”, reforça, comentando, porém, que percebe o quanto os grupos sentem falta dos encontros presenciais. “Nos ensaios presenciais, chegamos e abraçamos as pessoas; e agora não se tem isso”, comenta. “Nas artes, o canto coral é a atividade que mais envolve pessoas no mundo todo; é como o futebol para o esporte. No canto coral as pessoas têm necessidade de viver em sociedade”, completa. 
Conforme Ronei, cada grupo realiza aproximadamente 15 apresentações por ano, porém, o calendário de 2020 é incerto. “Até aqui, não tivemos nenhuma apresentação; estamos ensaiando sem saber se teremos alguma este ano”, diz Ronei, lembrando que também estava prevista uma comemoração especial em homenagem aos 10 anos de parceria entre o Coral Cantares e o Coro Guadalupe, do Uruguai, porém, devido à pandemia, isso também não será possível. 


Como cantores veem a situação
Presidente da Associação Cultural Cantares, Fabiano Linck reforça a importância dos ensaios virtuais, principalmente para manter o vínculo entre os integrantes dos coros. “Ao mesmo tempo em que sabemos que o rendimento e o resultado não alcançam os níveis de atividades presenciais, vemos claramente que as pessoas aguardam o horário dos ensaios na quinta-feira para socializar com os amigos do coral. Além da atividade técnica, o ensaio é um momento de interação social, tão importante em épocas de distanciamento físico. É um momento de aproximação sentimental e emocional”, diz ele, ressaltando o apoio do Departamento Municipal de Cultura, chefiado por Thaís Backes. “Ela teve papel fundamental na manutenção dos trabalhos dos corais em 2020”, completa. 
Integrante do Cantares, a jovem Manoela Schäffer da Silveira, de 19 anos, confessa a saudade dos ensaios presenciais, mas entende a necessidade de que, neste momento, os ensaios ocorram de forma virtual. “Foi a forma que o Ronei encontrou para não ficarmos parados”, diz ela, com o coração apertado devido a distância dos colegas de grupo. “Nos ensaios virtuais não tem toda aquela emoção de chegar ao ensaio presencial e encontrar quem a gente gosta”, completa. “Amo fazer parte do coro e cantar, então com esses ensaios virtuais a gente mata a saudade e ensaia tanto músicas de anos anteriores quanto músicas novas”, finaliza.  


Cantares Adulto


Cantares Infanto

 


› Compartilhe

COLUNAS

Religiosidade e suicídio

Religiosidade e suicídio

Coluna da Fé   17/09/2020

Queimadas, e a minha fé em Deus

Queimadas, e a minha fé em Deus

Coluna da Fé   17/09/2020

E A VIDA?

E A VIDA?

Coluna da Fé   10/09/2020

FOTOS DO DIA

Nas asas da borboleta, a primavera se aproxima (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela