Primeira moradia erguida pelas Divas na Construção Civil e taQi será para uma aluna em vulnerabilidade

10/06/2022
Fonte: Assessoria de imprensa

Fonte: Assessoria de imprensa

Neste sábado (11), às 11h30min, ocorre a aula inaugural do Projeto Divas na Construção Civil, no auditório do prédio Multicolor da Universidade Feevale [Campus II -  RS 239 n° 2755]. Lá, estarão reunidos os representantes, equipe e as 20 alunas da ONG Mulher em Construção e a diretoria da rede de lojas taQi. No encontro, será apresentado o projeto de obra da casa que será construída para uma das alunas.

Os trabalhos práticos começam na metade deste mês. O grupo das alunas e trabalhadoras da construção civil irá colocar a mão na massa para dar uma casa à colega Cândida Ramos, que também compõe o mutirão. Sua moradia, em Novo Hamburgo, foi a escolhida porque está sem condições de habitação. É a primeira vez que o Projeto Divas na Construção Civil, criado pela ONG Mulheres em Construção, levanta e reforma um imóvel de alvenaria, do alicerce ao acabamento e com todo o telhado novo.

Em ocasiões anteriores, sempre em mutirão, as trabalhadoras fizeram restauração nas casas das companheiras de ofício. Agora, orientadas por equipe da ONG, irão receber reforço na aprendizagem desde a planta da obra: planejamento, orçamentação, demolição e a construção, que oportuniza vivenciar uma obra de forma completa. “Faremos uma nova estrutura inteiramente em alvenaria e vamos elevar todo o pé direito. A partir do novo layout, criaremos condições de ventilação para a casa e conforto térmico”, explica a engenheira civil Ana Machado, instrutora e presidente da Cooperativa Gurias na Obra.

 

Projeto Divas

Contando com o patrocínio das Lojas taQi, o Projeto Divas na Construção Civil capacita, qualifica, atualiza e ampara as trabalhadoras afastadas do mercado. Muitas, já em situação de extrema pobreza, foram duramente afetadas pela pandemia de Covid-19. Com esse complemento profissional e ganhando mais confiança no seu trabalho, a ONG Mulheres em Construção aposta em novas oportunidades de trabalho, de melhorar a condição socioeconômica e obter mais qualidade de vida.

O Projeto Divas na Construção Civil, instituído no ano passado pela ONG, é assim chamado em homenagem à mãe de Bia Kern, fundadora e presidente da entidade. Diva era o apelido da descendente de alemães Lorthi Kern, uma mulher à frente do seu tempo. “Responsável pela criação sete filhos, ensinou os mesmos afazeres a todos, sem distinção de gênero, e com os filhos realizava reformas e construção na casa em que morávamos”, recorda ela.

Esse exemplo impulsionou Bia Kern a criar a ONG. Mais de 5 mil brasileiras já foram diplomadas para trabalhar em canteiro de obras, fazer reformas e melhorias em seus próprios lares, num período de cinco anos. Além de formar trabalhadoras, a entidade acompanha o desempenho ocupacional e também auxilia na busca de colocação.

Uma das alternativas sugeridas é o cooperativismo, e as participantes do projeto têm a chance de trabalhar, pois aumenta o volume de contratos e, consequentemente, os ganhos. A Cooperativa Gurias na Obra, gerenciada por engenheiras, arquitetas e monitoras de oficinas oferecidas pela ONG Mulher em Construção, faz o elo entre quem busca mão de obra feminina e as trabalhadoras. “Preparar mulheres para atender ao mercado da construção civil é uma necessidade urgente”, explica Bia. Para ela, quanto mais prática tiverem, mais trabalho terão, ainda mais de forma cooperativada. “Uma ajuda a outra como ocorre durante a prática no Divas na Construção Civil e, assim, com autonomia econômica, essas mulheres vão se livrando da submissão, da violência doméstica e da pobreza”, resume a idealizadora.

 

Rede taQi apoia inciativas da ONG

A rede de lojas taQi é parceira desde projeto desde 2016, oferecendo infraestrutura e material para as aulas práticas em diferentes cidades do interior gaúcho. Agora, participa doando todo o material de construção civil necessário para a construção da casa. 

Pelo apoio prestado, a taQi foi agraciada com o Selo Rosa concedido às empresas parceiras que apoiam a missão da organização Mulheres em Construção, não só pela ajuda financeira, mas também pelo comprometimento com a evolução na política de gênero da empresa, mediante assinatura de uma carta-compromisso. Segundo Bia Kern, “a taQi passa a fazer parte de um círculo de empresas alinhadas ao princípio de retificação da desigualdade social e da discriminação de gênero no trabalho, princípios da nossa organização”.

A taQi, uma das marcas de varejo do Grupo Herval, tem atualmente 1.140 colaboradores. Destes, 46% são mulheres. Os cargos de gestão são 34% femininos. “O Divas na Construção reforça a qualificação e a aprendizagem para o ingresso no mercado de trabalho. Além de valorizar as mulheres, fortalece o espírito de união e de apoio”, diz o vice-presidente do Grupo Herval, Carlito Kirschner.


› Compartilhe

  • Instagram
  • doação de sangue

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela