Operação Desmanches completa seis anos com queda expressiva de roubo de veículos

17/02/2022
Fonte: DetranRS

Fonte: DetranRS

Criada em 2016, a força-tarefa Desmanches é uma política pública de combate à receptação e ao desmonte de veículos furtados/roubados que tem impactado positivamente na queda dos índices de criminalidade do Rio Grande do Sul. Em janeiro, o Estado teve o menor número de roubo de veículos já registrado desde 2002, início da série histórica, correspondendo a uma queda de 77,8% na comparação com o mesmo mês de 2017 e 29% somente com o último ano. “Os números refletem o trabalho de excelência realizado pelos homens e mulheres das forças de segurança do nosso Estado, que buscam unir não somente força, mas principalmente conhecimento técnico para construir estratégias permanentes em prol da sociedade gaúcha”, explica o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

O diretor técnico do DetranRS, Fábio Santos, avalia a operação Desmanches: “É um trabalho conjunto de inteligência que une setores da segurança pública em um trabalho efetivo, coibindo a venda de peças sem origem e fechando estabelecimentos irregulares. Além de reduzir roubos, furtos e receptações, o Estado garante ainda o comércio legal de peças rastreáveis e com procedência para quem precisar, trazendo muitos estabelecimentos à legalidade”. As peças com rastreabilidade de origem respeitam critérios técnicos de segurança e normas ambientais e podem ser facilmente consultadas em www.detran.rs.gov.br/pecalegal. São mais de 9,3 milhões de peças à disposição nos 428 Centros de Desmanche de Veículos (CDVs) cadastrados na página.

Em 99 edições, a operação conjunta é coordenada pelo Departamento de Inteligência da Segurança Pública (Disp) da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e reúne DetranRS, Brigada Militar (BM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS) e Instituto-Geral de Perícias (IGP). Nesses seis anos, já visitou 57 municípios, realizou 74 prisões, interditou 149 estabelecimentos e apreendeu 7,5 mil toneladas de sucata sem procedência confirmada.

 

Regularização dos desmanches

O Rio Grande do Sul foi o primeiro Estado do Brasil a credenciar as empresas de desmanches. O processo para regularizar as atividades de desmanches, comércio de peças usadas e reciclagem de sucata veicular iniciou-se em março de 2011. O efetivo credenciamento se concretizou em 2015. Desde então, o Estado conta com 443 Centros de Desmanche de Veículos (CDVs) credenciados.

A estruturação da força-tarefa Desmanches no Rio Grande do Sul também serviu de inspiração para outros Estados. Representantes de Goiás e Santa Catarina procuraram a SSP para buscar na expertise gaúcha orientações de aprimoramento ao combate de roubo e furto de veículos. Ainda em 2018, o promotor do Ministério Público de Santa Catarina Alessandro Argenta encaminhou projeto ao governo catarinense para implantar modelo semelhante ao utilizado no Rio Grande do Sul. Devido à transição de governo, o projeto ainda está em tramitação, mas com audiências marcadas para garantir o andamento. Em paralelo, o promotor já programa operações para iniciar a fiscalização de estabelecimentos e coibir os crimes de roubo, furto e receptação de veículos irregulares.

O tenente-coronel Sérgio Marques Duarte, da Polícia Militar de Goiás, também se espelhou na experiência gaúcha para o combate a esse tipo de delito. Em 2016, foi aprovada lei estadual para regulamentar a situação dos desmanches. No ano seguinte, dois representantes goianos vieram ao Rio Grande do Sul e acompanharam a atuação da força-tarefa para, posteriormente, atualizar a legislação de Goiás de forma a ficar alinhada com a atuação do RS.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • Instagram

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela