Polícia Civil indicia motorista por lesão corporal culposa e fuga do local de acidente

29/04/2021
Atropelamento ocorreu no dia 3 de abril

Atropelamento ocorreu no dia 3 de abril

Foi finalizado nesta quinta-feira (29), pela delegacia de Polícia Civil de Dois Irmãos, o inquérito instaurado para apurar o atropelamento ocorrido no dia 3 de abril, na BR-116, na altura do bairro Primavera. O que motivou o trabalho de investigação foi o fato de o motorista ter fugido do local do acidente sem prestar socorro à vítima, Anderson Meneghetti, de 33 anos, que segue internada no Hospital São José.

De acordo com o delegado Felipe Borba, oito pessoas prestaram depoimento ao longo da investigação, entre elas, a vítima, o irmão que a socorreu, as pessoas que caminhavam com ela no momento do acidente, o suspeito e o caroneiro do veículo. Um dos primeiros a ser ouvido foi o motorista que conduzia a Parati, que, segundo o delegado, se apresentou espontaneamente na delegacia. À polícia, o condutor alegou que o veículo derrapou em um trecho que continha britas na via e que fugiu do local do acidente por medo de represálias. Porém, ao longo da investigação, depoimentos de testemunhas confrontaram esta última informação. “O motorista apresentou a versão de que não teria prestado socorro ou permanecido no local em virtude de ter percebido indignação e inconformidade das pessoas que estavam próximas, ameaçando de linchamento. Isso foi confirmado apenas pelo primo do suspeito, que estava na carona, e que declarou que o motorista desceu e voltou rapidamente para o veículo, argumentando que estava sendo ameaçado. Entretanto, o primo negou ter escutado tais ameaças”, destaca o delegado Borba, reforçando que as demais testemunhas alegaram que não ocorreu qualquer tipo de ameaça.

Além disso, segundo ele, testemunhas relataram que “em nenhum momento visualizaram o motorista esboçando intenção de prestar socorro, e que, ao contrário, repararam que o veículo, de imediato, seguiu pela rodovia”. O fato de o condutor ter abandonado a Parati após o atropelamento também é apontado pelo delegado. “O intento de fuga resta fortalecido pelo fato de o motorista ter inclusive abandonado o veículo após 1km, do que se depreende a tentativa de não ser responsabilizado pelo fato”, completa. Conforme o delegado Borba, o motorista será indiciado por lesão corporal culposa e fuga do local do acidente. Além disso, há a suspensão da habilitação para dirigir veículo automotor.


› Compartilhe

COLUNAS

Renovação de vida (2)

Renovação de vida (2)

Opinião   28/09/2021

Semana Nacional da VIDA

Semana Nacional da VIDA

Opinião   21/09/2021

FOTOS DO DIA

Decoração do Natal dos Anjos começa a ganhar as ruas de Dois Irmãos

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela