Manifestantes pedem afastamento de policial militar acusado de agressão

15/09/2021
Fato ocorreu em setembro de 2020, durante abordagem em frente ao Complexo Esportivo

Fato ocorreu em setembro de 2020, durante abordagem em frente ao Complexo Esportivo

Na noite desta terça-feira (14), um grupo de pessoas realizou um protesto em frente ao quartel da Brigada Militar, em Dois Irmãos. As pessoas pedem o afastamento de um soldado que, em setembro de 2020, foi acusado de agressão contra um jovem de 21 anos, morador do Loteamento Picada 48.

Denunciado à Polícia Civil, o caso foi encaminhado à Corregedoria da Brigada Militar, por se tratar de denúncia contra policial militar. Já na época, a própria Polícia Civil anexou à ocorrência imagens de câmeras de videomonitoramento que registraram a abordagem, ocorrida em frente ao Complexo Esportivo Municipal, no bairro Vila Rosa. Na mesma época, o jovem que denunciou a agressão conversou com o Jornal Dois Irmãos, que publicou matéria sobre o fato. Ele contou que estava trabalhando de motoboy quando foi abordado e agredido pelo policial. Na mesma matéria, foi ouvido também o tenente Elton Dhein, comandante da BM de Dois Irmãos, que afirmou que a instituição tinha conhecimento do fato e o mesmo seria apurado. Segundo o comandante, na ocorrência os policiais relataram que o jovem tentou fugir após avistar a viatura. Foi autuado por licenciamento vencido e alteração de característica.

De acordo com a família do jovem, após investigação, a Justiça Militar chegou à conclusão de que “a abordagem foi normal”, decisão esta que a família contesta. “Para eles, ele (o jovem) não sofreu nenhuma agressão”, diz o pai do garoto, indignado. Nesta semana, familiares postaram o vídeo da abordagem nas redes sociais. Segundo eles, as imagens contestam os depoimentos prestados pelos dois policiais militares envolvidos no caso. “Durante mais de um ano ficamos quietos, esperando que a justiça fosse feita, mas isso não aconteceu”, relatou o pai, reforçando o pedido para que o policial acusado da agressão seja afastado do cargo. “Em Portão ocorreu fato semelhante e os policiais já foram afastados”, completou, se referindo ao fato ocorrido no último dia 12, quando um motociclista que participava de um racha foi abordado pela BM.

 

Protesto pacífico

O protesto realizado em frente ao quartel iniciou por volta das 19h e durou pouco mais de uma hora. Em razão da manifestação, o trecho entre as ruas Sede Campestre e Padre Valentin Weschenfelder foi bloqueado para a circulação de veículos.

Formado por familiares e amigos do jovem, o grupo portava cartazes com frases como “Chega de abuso policial”, “Abuso policial não” e “Chega de perseguição”. Ao mesmo tempo em que pediam justiça para o caso, também relatavam outros casos de agressão que teriam sido praticados pelo mesmo policial. Entre os manifestantes, estava a mãe do jovem. Ela pedia por justiça e o afastamento do PM. “Nenhuma mãe, nenhum pai quer passar por isso”, diz ela, relembrando o relato do filho no dia do ocorrido. “A gente quer justiça, que esse policial seja afastado das ruas, para que ninguém mais passe por isso”, comentou, contando que o filho precisou de tratamento psicológico. “Não é na BM que a gente deve confiar? Não são eles que devem passar segurança para a gente? Com uma atitude como essa, tu vai confiar em quem?”, finalizou ela.

 

CONTRAPONTO

Por enquanto, a Brigada Militar não se manifestou sobre o assunto.


› Compartilhe

FOTOS DO DIA

Um pedaço do campo na zona urbana de Dois Irmãos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela