Sindicato dos Servidores apresenta proposta de 7% para o Dissídio 2024

05/03/2024
Bruno Rodriguez esteve na Câmara nesta segunda

Bruno Rodriguez esteve na Câmara nesta segunda

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Dois Irmãos esteve na Câmara de Vereadores nesta segunda-feira (4) para apresentar sua proposta para o Dissídio 2024. A categoria reivindica reajuste de 7% e vale-alimentação de R$ 30,30.

O espaço da tribuna foi ocupado pelo secretário geral da entidade, Bruno Rodriguez, que detalhou o que os servidores discutiram em reuniões e na assembleia geral.

– Verificamos ao longo do período entre março de 2023 e janeiro de 2024 uma variação de 6,64% no IPCA, ao passo que o INPC ficou em 3,03%. Estamos vivendo um período de inflação controlada, próxima à meta definida pelo governo federal de 4,5%. O IPCA-15 de fevereiro ficou em 0,31%, com isso mais ou menos se presume que a inflação vai ficar em 4%. Nós solicitamos ao prefeito um reajuste de ganho real de 3%, totalizando o aumento de 7% a ser alcançado para os servidores públicos municipais de Dois Irmãos – explicou.

Segundo Bruno, a atual folha da prefeitura permite a reivindicação.

– Esse ‘3%’ tem altíssimo significado, porque todos nós lembramos como foi a mal fadada Lei complementar 173, que até hoje servidores públicos reclamam que não receberam os anuênios que merecem, especialmente o pessoal da saúde. Muito ficou para trás, e hoje a gente não consegue mais recuperar. Nós temos condições de avançar. A folha do município está em 39%, nunca esteve num patamar tão possível de ser negociado, tão viável para a concessão de ganho real. Os servidores públicos municipais são uma das maiores categorias da cidade, que precisa ser respeitada – afirmou.

O secretário destacou que a proposta foi trabalhada com seriedade e condiz com o que está sendo pago em outros municípios da região.

– Ivoti está pagando 8,51%. Santa Maria do Herval, que tem arrecadação 16 vezes menor que Dois Irmãos, concedeu 7,5% – 3% de ganho real + 4,5% da inflação verificada no período. O próprio salário mínimo aumentou em 6,97%, e nós estamos pedindo 7%, o que é bem dentro dos que os outros municípios estão pagando, é ‘pé no chão’. Não tem como o município alegar que não há condições financeiras para alcançar 7%, porque o incremento financeiro que o município teve de um ano para o outro foi de 11%. Os servidores em assembleia decidiram pelos 7%, a comissão interna da prefeitura está trabalhando com coisas parecidas com isso, pelo que estamos sabendo, porque isso é ‘pé no chão’ e coaduna com a realidade da nossa região – declarou Bruno.

 

Vale-alimentação

A categoria também reivindica aumento do vale-alimentação.

– Hoje o nosso vale está em R$ 24,24, só que com o reajuste que os próprios restaurantes fizeram ao longo desse ano, o tíquete médio da refeição dos principais restaurantes do município está em R$ 29,47. Então, estamos solicitando que o vale vá para R$ 30,30 por dia trabalhado. Isso vai fazer com o que servidor consiga dentro do valor de um dia de vale pagar uma refeição e possivelmente sobrar algum troquinho. Sempre estamos correndo atrás desse um dia, a gente nunca conseguiu atingir, mas a gente está perto e conta com vocês nessa luta. Lembrando que o vale não impacta na folha – comentou o secretário.

 

Serventes de escola

Por fim, ele lembrou a situação das serventes de escola:

– Estamos em ano eleitoral, em que se discute o merecido aumento dos membros desta Casa, dos próprios secretários municipais, prefeito e tudo mais. Não se desconhece a legislação, sabe-se que é nesse ano, sabe-se que é polêmico, e eu não estou aqui para desmerecer quem precisa ganhar aumento ou não; só estou aqui para colocar que fazem 14 anos que o Sindicato luta pela reclassificação das serventes de escola e até hoje isso não aconteceu. Elas estão para ganhar mais um prêmio nacional de qualidade de merenda escolar. A gente vem sistematicamente ofertando um serviço de excelência e não tem uma contrapartida mínima que justifique a manutenção delas no quadro profissional de Dois Irmãos.

 

Valorização da categoria

Durante a sessão, vereadores também se manifestaram sobre o tema.

– Espero que se tenha um diálogo respeitoso e que se use o bom senso e a coerência. Eu defendo o serviço público porque a maioria da população depende do serviço público. Com o servidor público valorizado, quem sai ganhando é a comunidade – disse Sheila da Silva (PT).

Darlei Kaufmann (PSB) reiterou a questão das serventes:

– Já deixei claro o quanto me sinto desconfortável em falar de aumento de secretários, prefeito e vereadores sem tocarmos no assunto das merendeiras; nem que seja para equiparar a carga delas com as demais auxiliares que trabalham na prefeitura 36 horas e recebem o mesmo valor que elas recebem trabalhando 44 horas – comentou.


› Compartilhe

  • doação de sangue
  • JDI digital

COLUNAS

POR ONDE ANDA?

POR ONDE ANDA?

Alan Caldas   08/05/2024

FOTOS DO DIA

O Natal dos Anjos de Dois Irmãos foi destaque no programa Bom Dia Rio Grande (RBS TV) desta sexta-feira, dia 22 (Foto: Divulgação)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2024, Todos os direitos reservados Agência Vela