Produção de veículos no Brasil cai 31,6% em 2020 e tem pior resultado desde 2003

08/01/2021
Fonte: G1

Fonte: G1

A produção de veículos no Brasil caiu 31,6% em 2020, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (8) pela Anfavea, a associação das fabricantes. O resultado é o pior desde 2003. Para 2021, as previsões são “conservadoras”.

De acordo com a associação, foram produzidos 2.014.055 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus durante o último ano, contra 2.944.988 no ano anterior. Considerando o último mês de dezembro, foram produzidas 209.296 unidades. O número representa um aumento de 22,8% em relação ao mesmo mês de 2019, que teve 170.504 veículos produzidos, e o melhor resultado desde 2017.

 

Por segmento

Os ônibus foram os mais impactados e tiveram as maiores quedas entre os segmentos. No acumulado do ano, a redução foi de 33,5%, o pior resultado desde 1999, segundo a Anfavea. Foram produzidas 18.405 unidades. Em dezembro, as 1.009 unidades de ônibus produzidas representaram o pior número desde 2016 no setor.

Entre os caminhões, a queda do ano foi de 19,9%. Por outro lado, houve crescimento de 75,5% quando considerado apenas o mês de dezembro de 2020, em relação ao mesmo mês de 2019, sendo o melhor dezembro do setor desde 2011. Para os veículos leves, que incluem automóveis e comerciais leves (como picapes e furgões), o tombo foi de 32,1% no ano. Em dezembro, ocorreu crescimento de 21,1% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

 

Exportação em queda

As exportações também fecharam 2020 com queda. Para a Anfavea, a redução é um reflexo não apenas da crise enfrentada pela Argentina e da pandemia do coronavírus, mas também de questões estruturais do Brasil, como impostos e custos. Com 324.330 veículos exportados em 2020, retração foi de 24,3% em comparação com 2019. Em relação a novembro também houve queda, de 12,7%. Por outro lado, o número foi 32,4% maior do que em dezembro do ano anterior.

 

Projeções para 2021

Com expectativa de crescimento de 3,5% do PIB, crédito com condições favoráveis, câmbio flutuante e uma retomada da confiança dos investidores, mas medo dos desafios fiscais, aumento de cargas tributárias e a extensão da crise sanitária, a Anfavea divulgou uma previsão “conservadora” para 2021. Na produção de veículos, a associação prevê um crescimento de 25% neste ano, contra 9% das exportações. Entre os licenciamentos, a expectativa é de aumento de 15%.


› Compartilhe

COLUNAS

Maid e Masculinidade

Maid e Masculinidade

Pitter Ellwanger   19/11/2021

Playlist #22

Playlist #22

Pitter Ellwanger   19/11/2021

Um mundo melhor está próximo!

Um mundo melhor está próximo!

Coluna da Fé   09/11/2021

FOTOS DO DIA

A cidade cresce e a paisagem muda (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2021, Todos os direitos reservados Agência Vela